Seminaristas de todo o Brasil vivem experiência missionária em Santarém (PA)

Acontece entre os dias 07 e 17 de janeiro a 14ª experiência Missionária na Arquidiocese de Santarém (PA) como o tema “O sangue e a água: fontes de salvação da Igreja”. A experiência reúne seminaristas das diversas dioceses e prelazias do país, a saber, Arquidiocese Santarém, Arquidiocese de Maceió, Arquidiocese da Paraíba, Diocese de Campina Grande, Diocese de Vacaria, Arquidiocese de Ribeirão Preto, Prelazia de Borba, Prelazia de Itacoatiara, Arquidiocese de Manaus, Diocese de Coari, Diocese de Parintins e Diocese de Anápolis.

Os seminaristas foram divididos em 4 grupos a fim de visitar toda a área missionária de Urucurituba. Foram enviados para as comunidades de São Ciríaco, Piracãoera de Cima, Piracãoera de Baixo, Igarapé do Costa e Igarapé Assum da Ponta Negra, tendo a oportunidade de viver e conviver com as comunidades da área da várzea como vivem seus moradores, com o que eles trabalham e como é o seu dia a dia.

Nessa experiência missionária, os seminaristas puderam partilhar a fé e a vida. O seminarista Artur Gomes lembra sobre a importância de estar em contato com a comunidade de Santarém. “Ser missionário na Amazônia é sair por inteiro de nosso conforto e vivenciar o cotidiano das comunidade, que por vezes, necessitadas da presença de Cristo. Para mim, a experiência missionária vai além de uma experiência física. É poder ver o olhar das pessoas e sentir a pureza de um povo que anseia por Jesus. É sentir a confirmação do meu chamado e ver que minha vocação é uma das soluções para isso. Além de observar, é necessário viver uma rotina que para todos nós seminaristas é desconhecida. Enfim, todo conhecimento adquirido na comunidade de Piracãoera de Cima é lição para a vida. As histórias, as risadas, conhecer pessoas novas, viver em comunidade, sentir o calor e sabor da Amazônia, tudo isso é satisfatório”, destacou o seminarista.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados