Rumo a um “nós” cada vez maior: curar quem está ferido

No novo vídeo inédito da Seção Migrantes e Refugiados do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, ouça o testemunho de um sacerdote que, ao longo da rota dos Balcãs, trata as feridas de tantos migrantes que estão vivendo em terríveis condições.

Curar quem está ferido, afastando todo o medo, é mais um passo em direção ao Dia Mundial do Migrante e do Refugiado (DMMR), que se celebrará domingo, dia 26 de setembro de 2021.

Com o tema Rumo a um nós cada vez maior, o Santo Padre exorta-nos, de modo a garantirmos, que “não haja mais os outros, mas apenas um nós“.

O Papa Francisco convida a Igreja a sair para as ruas das periferias existenciais a fim de curar quem está ferido e procurar quem está perdido, sem medo, nem preconceitos.

No novo vídeo inédito da Seção Migrantes e Refugiados do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, também se encontra o testemunho de um sacerdote que, ao longo da rota dos Balcãs, trata as feridas de tantos migrantes que estão vivendo em terríveis condições.

Fonte: Vatican News

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados