Roda de conversa virtual reflete sobre a população em situação de rua

O momento mais agudo que enfrentamos da pandemia da Covid-19 e o crescente índice de miséria da população brasileira traz como consequência um número cada vez maior de pessoas em situação de rua em todas das cidades do Brasil.

De acordo com uma nota técnica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o número de pessoas em situação de rua no Brasil cresceu 140% entre 2012 e março de 2020, chegando a quase 222 mil pessoas. Em sua maioria, a população em situação de rua encontra-se desempregada ou em trabalhos informais, atuando como guardadores de carros e vendedores ambulantes, por exemplo.

Cabe também ressaltar o crescente índice da fome no Brasil. Em 5 anos, cresce em 3 milhões o número de pessoas em situação de insegurança alimentar grave, segundo o IBGE. Cerca de 10,3 milhões de brasileiros vivem em lares nessa situação. O percentual de domicílios com alimentação satisfatória atinge o patamar mínimo em 15 anos.

O tempo de pandemia ainda agravou o número de pessoas desempregadas, atingindo 14,2% em novembro de 2020. Segundo o IBGE, o país registrou 14 milhões de desempregados, 200 mil a mais que em outubro de 2020 e quase 4 milhões a mais que em maio de 2020.

Encontro discute ações possíveis 

Frente a uma realidade concreta vista nas ruas, e a partir da partilha dos missionários da Prelazia de Itacoatiara (AM), foi realizado um encontro virtual para discutir a ação pastoral e missionária junto à população em situação de rua.

Pe. Maurício Jardim, diretor das Pontifícias Obras Missionárias, destacou que o encontro quis trazer este tema como uma provocação para a necessidade de estarmos atentos aos irmãos e irmãs que estão nas ruas necessitando de acolhida. O diretor também lembrou que o acolhimento das pessoas de rua será um dos temas refletidos durante a novena missionária deste ano.

Durante o encontro houve a partilha do grupo de peregrinos e peregrinas do Nordeste, que puderam relatar sua experiência de encontro com a população de rua.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados