Ir. Patricia Souza: “As crianças e adolescentes são sujeitos da missão”

Após um período de quatro anos colaborando com a secretaria nacional da Infância e Adolescência Missionária (IAM), Ir. Patricia Souza se despede da função, deixando para trás uma intensa trajetória vivida junto às coordenações espalhadas por todo o Brasil. Buscando cada vez mais construir e dar visibilidade para a IAM, Ir. Patricia finaliza seu período como secretária com mais de 6 mil grupos nas dioceses do Brasil.

POM: Chegando a esse final do percurso em que esteve à frente da secretaria nacional da IAM, ao olhar para trás, qual o sentimento que define esse período?
Ir. Patricia: O sentimento que me vem ao coração ao encerrar esse período é de gratidão, por todas as pessoas que Deus pensou, preparou e colocou em meu caminho. Foram muitas as pessoas que foram o rosto e a presença de Deus em minha vida nesses quatro anos, aquelas que é possível nomear, mas, tantas outras que ficaram no anonimato, no entanto sem elas não teria sido possível realizar as atividades que foram desenvolvidas. Por todos/as os/as assessores/as que ousaram sonhar e construir juntos/as a Infância e Adolescência Missionária estando atentos/as e procurando responder aos apelos e interpelações que cada tempo nos trouxe. A cada criança e adolescente que assumiu a IAM, como um estilo de vida, que se sentiu amiga de Jesus e que procurou fazer outros amigos para Jesus. A equipe de coordenação das POM e aos colaboradores/as que me acolheram, com minhas qualidades e fragilidades, que foram incentivadores no caminho, que me desafiaram assumir responsabilidades e compromissos nunca imaginados, por toda a ajuda e cuidado, enfim, muito obrigada!

POM: Quais projetos/ações realizadas você destaca positivamente?
Ir. Patricia: Nesses quatro anos, buscamos dar continuidade à caminhada da IAM, continuando muitas atividades iniciadas pelos secretários anteriores. Neste caminho destaco a realização da XXIII Assembleia Nacional da IAM e a realização do Plano de Ação 2018-2020; O desenvolvimento das ações propostas, entre elas a revisão e elaboração de materiais e diretrizes da IAM; O acompanhamento aos Estados, com as formações e assembleias realizadas, a renovação e troca das coordenações diocesanas e estaduais; o planejamento e a realização da jornada nacional da IAM anualmente.

POM: Existe algo que poderia ter sido diferente ou melhor, ou que não conseguiu ser realizado?
Ir. Patricia: O caminho é percorrido de maneira única. Na próxima vez o caminho será diferente e nós seremos outros caminhantes. Então se fosse possível iniciar novamente o caminho certamente o faria de maneira diferente. O que não consegui realizar foi um acompanhamento mais efetivo e eficaz a IAM que acontece nas unidades educacionais, fica a minha dívida com as congregações, assessores/as, crianças e adolescentes destes grupos.

POM: Como você avalia o importante papel da IAM na Igreja do Brasil, sendo uma forte animadora da missão entre as crianças e adolescentes?
Ir. Patricia: As crianças e adolescentes são sujeitos da missão! Infelizmente em nossas comunidades nem sempre as crianças e adolescentes são vistos assim. E é esse protagonismo que a IAM oferece e oportuniza às crianças e adolescentes de poder escolher esse estilo de vida, fazendo a experiência de se sentir amiga de Jesus Salvador, poder torná-lo amado e conhecido. De se sentir corresponsável com a missão e ajudar a construir o Reino de Deus. Certamente uma comunidade em que a IAM é presente ela tem um rosto e um sabor diferente!

POM: Que mensagem você deixa às lideranças dos grupos, assessores e assessoras?
Ir. Patricia: Seguimos firmes na missão! A missão não é nossa, a missão é de Deus, mas Ele quer precisar de nós, não tenhamos medo de dar o nosso sim e colaborar com Ele. Desejo que cada um/a possa a cada dia renovar a sua experiência de Deus e dar a sua resposta aos mais diferentes serviços e ainda que cada vez mais a IAM possa através de cada um/a ser mais conhecida e vivida com mais e maior autenticidade. Avante, sejam firmes e corajosos/as!

POM: Quais os desejos à nova secretária nacional, Ir. Antonia Vania de Sousa, que assume a partir do próximo ano?
Ir. Patricia: Desejo que possa ser muito feliz! Que este seu generoso sim à missão possa ser recompensado com muitas graças e bênçãos, recebidas e traduzidas por tantas mãos que estão espalhadas por todo o nosso grande Brasil. Que tantos sabores, dizeres, sotaques e costumes possam revelar ainda mais o rosto e a presença de Deus em sua vida. Seguimos juntas na missão, precisando saiba que sempre encontrará uma mão estendida.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

8 respostas

  1. Foi muito bom ter compartilhado experiências maravilhosas com a Ir.Patricia. Gratidão por ter convido momentos lindos com sua presença na IAM.Sempre Amigas✋❤

  2. Gratidão por tudo!! Obrigada pela ajuda que sempre deu aos grupos da IAM. Foram momentos agradáveis. Durante todo tempo da pandemia com as reuniões, formação ‘bricadeiras etc. Deus a abençoe infinitamente!! ✋

  3. Obrigado Irmã, já fui Assessor da IAM e sei o quanto é apaixonante essa obra de Jesus pelas crianças do mundo. Sou seu conterrâneo, sou aqui da Arquidiocese de Curitiba. #GratidãoIr.Patricia. #SucessoIr.Antonia.De todas as crianças e adolescentes do mundo, sempre amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados