Festa Junina contra São João

de Ivo Poletto *

Estamos na semana das festas juninas, importantes em todas as regiões, mas certamente mais intensas em todo o Nordeste. São João é festejado como um santo que gosta da alegria do povo, uma alegria que se expressa com quadrilhas e danças, junto com muita fartura de comidas típicas da produção dos pequenos sitiantes. Pode-se dizer, então, que ele é um santo ligado à roça, à produção de alimentos.

Ouça o programa de rádio Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social (FMCJS).

Participando de um encontro da Cáritas em Campina Grande, soube que a prefeitura deste município entregou os festejos a uma empresa, e ela, em lugar de valorizar os cantores locais e as músicas típicas das festas juninas, estava sj-ireceimpondo a realização de shows com cantores sertanejos. Dá nisso terceirizar a cultura popular: o agora proprietário da festa se sente no direito de organizar o que lhe dará mais lucros. E que se danem a cultura e a tradição do povo!

Não tenho informações se a terceirização está acontecendo em outros municípios, mas a de Campina Grande me leva a outras perguntas: estaria São João feliz com o que está acontecendo no sertão semiárido? E se ele não está feliz, como a festa pode promover a alegria?

Não tenho dúvida alguma de que ele está feliz com todas as pessoas, famílias e comunidades que estão trabalhando em favor e participando o programa de Convivência com o Semiárido, construindo em mutirão as cisternas caseiras, produzindo alimentos agroecológicos com sistemas agroflorestais, apoiando a educação contextualizada, gerando renda e autonomia com a economia solidária, produzindo energia com o sol e o biogás, cuidando do bioma caatinga. As festas juninas precisam ser promovidas por estas pessoas e comunidades, e não por empresários de fora ou da região, que aborrecem São João, de modo especial com sua mania de colocar a busca da riqueza acima da verdadeira alegria e da vida.

De fato, não foram os grandes proprietários e empresários os principais geradores do grande deserto que existe na região? Sim, um deserto, e maior do que o território do Ceará.

Por isso, vale contar com São João como patrono de quem defende a vida da Caatinga. E pedir a ele que nos ajude a enfrentar os que teimam em estragar esta região e todas as outras regiões do Brasil, criando mais e mais desertos.

* Ivo Poletto, Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social (FMCJS): www.fmclimaticas.org.br

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

slot online situs slot gacor slot online slot gacor slot gacor situs judi slot gacor situs judi slot online situs judi toto slot gacor slot gacor judi slot slot online slot online judi slot slot gacor situs slot slot gacor 2022 slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor situs slot gacor slot gacor https://cedu.uninorte.edu.co/wp-includes/ https://web.ics.purdue.edu/~asub/wp-includes http://blog.iconect.pctguama.org.br/ https://votoinformado.unam.mx/wp-includes https://epay.guaynabocity.gov.pr/epay/wp-includes https://reclamos.sistemasmlh.gob.ar/css/ slot pulsa slot deposit pulsa http://statconfig.sci.unhas.ac.id/assets/nexus-slot http://icob.sci.unhas.ac.id/nexus-slot/ https://www.aris.sc.gov.br/frontend/web/images/ https://aptta.org.ar/wp-includes/ https://icvb.org.tr/wp-includes https://filba.org.ar/images/ https://apps.santaisabel.sp.gov.br/ https://santaisabel.sp.gov.br/esd/ https://tzg.ttf.unizg.hr/wp-includes/ https://iif.edu/images https://mannaandbaby.or.jp/wp-content/uploads/slot-gacor/ toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor

Link partner: 77lucks dewagg liveslot168 hoki99 luck365 qqmacan kingceme agen338 maxwin138 javaplay88 slot5000 idngg vegas88 gen777 mild88 kaisar888 gem188 ligaplay88 laskar138 slotsgg toto togel toto slot bet88 infini88 pg slot idn poker sbobet judi bola slot88 warungtoto pokerseri vegas77 vegasslot77