Estudantes Claretianos realizam encontros de formação Missionária

Os estudantes da Provincia Claretiana do Brasil realizaram nessa semana dois dias de encontros para a formação missionária que ocorreram na casa do Filosofado Claretiano na cidade Contagem (MG).

A formação levou em consideração o Plano Geral de Formação dos Missionários Claretianos e o objetivo principal dos COMISEs, que é de proporcionar aos futuros presbíteros e candidatos à Vida Religiosa consagrada uma sólida espiritualidade e formação missionária capaz de enfrentar os desafios da missão: na pastoral, nova evangelização e na missão ad gentes além fronteiras. O COMISE Claretiano organizou dois dias de formação.

O primeiro dia foi na terça-feira dia 17/05, onde os estudantes Claretianos se reuniram para a recitação do terço missionário e receberam a Cartilha de Preparação para o 4 COMINSE (Congresso Missionário Nacional de Seminaristas). Durante o momento de oração foram apresentados símbolos que lembram a missão e o carisma Claretiano, como também rezaram pelo bom êxito do 4COMINSE que será realizado em João Pessoa (PB), entre os dias 11-17 de julho, onde dois estudantes serão enviados para representar os estudantes Claretianos do Brasil.

O segundo dia foi na quinta feira dia 19/05, onde ocorreram dois momentos, pela manhã os estudantes Ítalo Lima (Coordenador Nacional dos COMISE’S) e Vinicius Caixeta (Coordenador do COMISE-CMF) estiveram presentes na reunião online dos Párocos da Província Claretiana e apresentaram o COMISE-CMF, que foi o primeiro Conselho Missionário de Seminaristas criado em uma casa de Formação religiosa no Brasil, seus objetivos e finalidades e o projeto de realização das Santas Missões Populares na Paróquia de Santo Antônio Maria Claret, na cidade de Contagem (MG) nos dias 26/06 e 03/07, como também foi apresentado aos Párocos a disponibilidade do COMISE-CMF em ajudá-los nas missões nas diversas Paróquias Claretianas espalhadas pelo Brasil.

O segundo momento, foi pela tarde onde teve como assessor do encontro o Pe. Antônio Niemiec CSsR, Secretário da Pontifícia União Missionária. Inicialmente, Pe. Antônio apresentou um pouco de sua trajetória no Brasil como missionário redentorista e do seu trabalho na Pontifícia União Missionária. Elucidou, também, dentre suas funções está a de colaborar na animação dos diversos ramos que as POM tem no Brasil. Citando seu santo conterrâneo, o Papa João Paulo II, que afirma: todo o Padre é missionário por natureza e por vocação, salientou que missionariedade de todos os fiéis decorre do batismo. Portanto todo cristão, leigos, religiosos e clérigos, devem estar comprometidos na evangelização do mundo.

Diante de uma sociedade que progressivamente se descristianiza e seculariza, salientou o religioso redentorista, nossos planos pastorais devem ir além de atender os cristãos convertidos. A missão deve estar direcionada àqueles que, no mundo, estão afastados de Cristo e de seu Evangelho.

Entretanto, o ardor missionário, necessário a todos, deve nascer do amor por nosso Senhor Jesus Cristo, e não pelo número, tanto de pessoas como de dividendos. Este amor por Jesus traduz-se em primeiro lugar na oração, em seguida no serviço aos irmãos, na dedicação em formar-se, em nutrir a vida em comunidade, nos serviços mais simples e humildes, nas atividades pastorais, enfim, em todas as oportunidades que a Divina Providência oferece. Pe. Antônio concluiu citando o Santo Padre, o Papa Francisco, que diz que: Só se pode ser missionário quem é feliz fazendo o bem aos irmãos. Em seguida, ocorreu a celebração eucarística e um momento de vivência fraterna entre os missionários claretianos.

“De toda a vivificante visita, o que mais me marcou foram as palavras sobre “a disponibilidade missionária que acompanha a fidelidade”. Com isso, Padre Niemiec nos alertou que, a partir da consagração, somos convidados a uma disponibilidade total a Nosso Senhor. Sem preferências para onde ir. Apenas confiar na providência e, com o coração cheio de amor, ir onde somos chamados e não onde queremos. Nosso projeto deve ser sempre configurar-se com Jesus. Sendo generoso e disponível ao serviço como Ele foi, seremos felizes”, destacou o estudante Fabricio Gotelip.

Texto: Vitor Meira, CMF

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados