Eleita nova presidência da Conferência dos Religiosos do Brasil

Ir. Eliane Cordeiro de Souza foi conselheira geral da congregação, provincial do Brasil e coordenadora da regional da CRB (RJ). Tem formação em gestão e orientação educacional em escolas públicas e privadas. É pós-graduada em educação popular e especializada em assessoria bíblica. Atualmente se dedica à coordenação do Centro Social Padre Zegrí: Projeto Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que atende crianças carentes.

No dia 21 de julho de 2022 foi eleita a nova presidenta da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) para o triênio 2022-2025, com a participação de 401 religiosas e religiosos na 26ª Assembleia Geral Eletiva. Trata-se de Ir. Eliane Cordeiro de Souza, 67 anos, Mercedária da Caridade, que substitui Irmã Maria Inês Vieira Ribeiro, religiosa da Congregação das Mensageiras do Amor Divino, que havia sido reeleita em 2019. O novo triênio tem por eixo norteador a centralidade em Jesus Cristo, a missionariedade e a sinodalidade.

Irmã Eliane foi conselheira geral da congregação, provincial do Brasil e coordenadora da regional da CRB (RJ). Tem formação em gestão e orientação educacional em escolas públicas e privadas. É pós-graduada em educação popular e especializada em assessoria bíblica. Atualmente se dedica à coordenação do Centro Social Padre Zegrí: Projeto Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que atende crianças carentes.

Após a divulgação do resultado, Irmã Eliane fez votos de que “permaneçamos no amor e na força de Deus, porque somos chamadas e chamados para amar e servir na caminhada dos pobres, vivendo os desafios da fraternidade”. E concluiu, referindo-se ao Evangelho de João 17,22: “Para que sejam um, como nós somos um”.

A centralidade da assembleia
Ressignificar a vida religiosa consagrada em uma Igreja sinodal: O convite de Jesus é para que “permaneçamos em seu amor” (cf. Jo 15,9), dentro de uma lógica de sinodalidade e profecia, o convite para sairmos ao encontro de todos quantos se aproximarem de nós, a promovermos diálogos fecundos, a cultivarmos esperança e fraternidade onde estivermos. Estas são as diretrizes gerais da 26ª Assembleia Geral Eletiva (AGE) da CRB.

A 26ª Assembleia definiu horizonte e prioridades
Na busca de ressignificar a vida religiosa consagrada no discipulado de Jesus Cristo, em sinodalidade, missionariedade e contínua conversão, à luz da Palavra, convocadas e convocados a permanecer no seu amor, escutar e responder, com esperança, os gritos e os clamores dos tempos, para tornar visível o Reino de Deus.

Prioridades do eixo discipulado: Cultivar a vivência encarnada da Palavra de Deus como um itinerário de conversão, em atitude de escuta, discernimento e compromisso. Promover a mística do cuidado consigo, com as/os outras/os e com a casa comum, inspiradas/os na Trindade.

Prioridades do eixo sinodalidade: Viver a sinodalidade, a partir da escuta ativa e criativa, favorecendo a irmandade, humanizando e ressignificando o modo de ser, estar e agir nas comunidades, na Igreja e na sociedade. Fortalecer relações interculturais, intercongregacionais e intergeracionais, e efetivar parcerias com outros organismos eclesiais e sociais.

Prioridades do Eixo Missionariedade: Assegurar a presença profética e transformadora junto às infâncias e juventudes e às diversas formas de pobreza e vulnerabilidade nas periferias existenciais, sociais e geográficas. Assumir a ecologia integral e o bem-viver como um estilo de vida, na defesa da Casa Comum e dos povos originários.

A mensagem do cardeal da Amazônia
O arcebispo de Manaus Dom Leonardo Ultich Steiner, carinhosamente chamado pelo povo “Cardeal da Amazônia”, fez uma saudação especial aos religiosos e religiosas, congregações e institutos presentes na vida da Igreja na Amazônia, os quais “na ousadia, perseverança e profecia seguem ao lado dos nossos povos na construção de um mundo mais justo, fraterno, solidário e comprometido com o Reino de Deus”, diz Dom Leonardo.

Como presidente da Comissão Episcopal Especial para a Amazônia da CNBB, Dom Leonardo manifestou o desejo de que a Assembleia Geral Eletiva da CRB Nacional, “seja de fato expressão de sinodalidade, experiência tão bonita que vivenciamos em toda a Amazônia e que segue ecoando e gerando frutos em nossas igrejas particulares”.

Fonte: Conferência dos Religiosos do Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados