Diocese de Estância celebra 5ª Jornada Nacional da IAM

A Infância e Adolescência Missionária (IAM) da diocese de Estância no estado de Sergipe, celebrou no domingo, 28 de maio, a 5ª Jornada Nacional da Obra com o tema “IAM do Brasil a serviço da Oceania”. O evento realizado em Lagarto contou com a participação de mais de duas mil crianças, adolescentes e jovens das diversas paróquias do território diocesano.

P1010874O encontro iniciou na paróquia Santa Luzia, onde houve o acolhimento e logo após os missionários participaram de um grande arrastão pelas ruas da cidade até o Parque Zezé Rocha, local onde toda a programação foi realizada. Ao chegar às crianças se deparam com a presença do bispo de Estância, dom Giovanni Crippa, que cumprimentou as crianças, pousando para fotografias e abraçando os pequeninos. Dom Giovanni presidiu a Celebração Eucarística e diversos padres concelebraram.

Durante a missa, cerca de 600 as crianças e adolescentes fizeram a consagração e receberam o lencinho e escudo da IAM com a borda azul para recordar a Oceania. Os grupos de IAM entregaram o cofrinho com a oferta das crianças, resultado do sacrifício realizado pelos missionários ao longo do ano, que será doado para as crianças necessitadas da Oceania.

Pais e familiares também participaram da Jornada que se estendeu até as 16h30 quando houve a coroação de Nossa Senhora e o envio. Os pais ficaram encantados com a beleza do evento e da missão da IAM.

A programação abriu espaço para os grupos de IAM das paróquias realizarem diversas apresentações relacionadas ao tema da 5ª Jornada. Em Homenagem aos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba, nossas crianças coroaram a Mãe do Brasil.

P1010962“Celebrar a Jornada da IAM é sem dúvida o momento mais marcante de nossa caminhada missionária. Enche nosso coração de ardor ver cada criança que se dispõe e se oferta ao serviço do Senhor. Sou grato à IAM pela imagem de Igreja que me ofereceu. Sou missionário do amor”, testemunha José Igor.

Para o padre Ilmar Augusto, “é incrível perceber, a cada ano, o crescimento da Obra, que se dá através do testemunho de cada criança, na partilha de grupos, na oração e na ação concreta do seu sacrifício (o cofrinho). Indubitavelmente cada criança assume a sua missão evangélica de pescador de crianças e poderíamos dizer com convicção: resgatadores de famílias”.

Rosenilda da Silva Alves, coordenadora diocesana da IAM deseja que, “essa Jornada realizada em todo o Brasil, reaqueça o coração dos pequenos, para que, através deles, muitas crianças também assumam o compromisso de levar Jesus aos que mais necessitam”.

Com informações da IAM diocese de Estância (SE)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados