Corrente Solidária vai ajudar projeto missionário para jovens em Angola

A Pontifícia Obra da Propagação da Fé, por meio de suas atividades Juventude Missionária (JM), Famílias Missionárias (FM) e Idosos e Enfermos Missionários (IEM), assume o projeto Corrente Solidária como um gesto concreto dos grupos em todo o Brasil em prol da missão Ad Gentes.

A Corrente Solidária teve início através da articulação da Juventude Missionária do Brasil, que nos recorda a iniciativa da fundadora da Obra, Paulina Maria Jaricot.  Mesmo não podendo ir à missão além-fronteiras, Paulina organizou um grupo de operárias francesas que colaboravam com uma doação mensal para as missões e a oração diária, sempre com o espírito da universalidade.

Jovens de Angola receberão os recursos
Neste ano o compromisso além-fronteiras por meio da cooperação missionária material e espiritual vai colaborar com o projeto social “Abrindo Horizontes”, organizado pela comunidade FMA em Cacuaco, cidade da província de Luanda em Angola, no Continente Africano.

O projeto oferece durante a semana, no período da tarde, atividades lúdico e educativas às crianças, adolescentes e jovens. Os participantes tem oportunidade de ter aulas de alfabetização, apoio escolar, dança, inglês, costura, temas formativos, ginástica e atividades manuais. O objetivo é oferecer um espaço positivo às crianças e jovens, que normalmente ficam na rua, sem ocupação. Atualmente beneficia diretamente cerca de 150 crianças e adolescentes entre os 8 e 18 anos de idade, que de segunda a sexta, têm aulas de alfabetização, formação cristã e humana.

A proximidade aos adolescentes despertou as lideranças do projeto para uma realidade que muitas meninas do bairro vivem: o aliciamento para a prostituição. Em resposta a esse problema social, o projeto desenvolveu um olhar ainda mais atento às meninas, buscando acompanhá-las de forma a “abrir horizontes” para oportunidades dignas de vida.

Como a Corrente Solidária acontece
Os participante dos grupos são os principais agentes do projeto. Cada um é convidado a buscar outras cinco pessoas (missionários solidários) para explicar o projeto e convidar a rezar pelas juventudes. Também incentiva o missionário solidário a passar a corrente para mais pessoas. O participante do grupo arrecada as doações e entrega ao coordenador do grupo, que repassa às POM via depósito bancário.

As POM do Brasil se responsabilizam em enviar os recursos. Os grupos devem fazer o repasse a partir do dia 30 de abril até o dia 30 de maio.

As doações arrecadadas pelos grupos, bem como outras doações, devem ser enviadas para a conta:
Pontifícias Obras Missionárias
Banco do Brasil – Agência: 3413-4
Conta corrente: 170703-5
PIX 61 999792022
CNPJ: 50668441000134

Enviar os comprovantes de depósito para o e-mail: administrativo@pom.org.br

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados