Beato Paolo Manna e a unidade da Igreja

O dia 16 de janeiro marca o 149º aniversário do nascimento do Beato Paolo Manna, que em 1916 fundou a União Missionária do Clero, mais tarde denominada Pontifícia União Missionária, e em 1924 era superior geral do PIME. O Padre Manna escreveu em 1941 o livro “Os irmãos separados e nós”, um livro único no seu gênero, que apresenta o problema da unidade da Igreja em toda a sua urgência para uma ação missionária eficaz.

O padre Ciro Biondi, irmão do Beato, relata: “A unidade dos cristãos era muito importante para ele: é o primeiro italiano a escrever um livro sobre a unidade dos cristãos, “Os irmãos separados e nós”, um desafio que o Papa Francisco hoje assumiu e que é cada vez mais rico em encontros e gestos significativos. Naqueles anos ninguém falava dessas coisas, por isso Paulo VI o definiu como “o maior ecumenista do século”. Algumas peculiaridades foram reconhecidas em Mana que talvez o tempo tenha turvado um pouco. Para ele, a unidade dos cristãos era a condição sine qua non de evangelização. Sem ela, absolutamente nada pode ser planejado, nem é crível anunciar o Evangelho. Além disso, acrescentou que o maior obstáculo à evangelização mundial é justamente a divisão entre os cristãos.

O texto do padre Manna foi considerado um “manual do ecumenismo” para padres inscritos na União Missionária e logo ganhou amplo apoio, não apenas entre os estudiosos católicos. Nele recomenda que seja estudado nos seminários e acrescenta que “para se compreenderem é preciso verem-se”: é preciso contatos entre cristãos divididos, promovendo conferências, diálogos, visitas, para criar uma base de conhecimento e confiança. Mas tudo é inútil, acrescenta Maná, “se não for eliminado o obstáculo do pecado, que está na origem da grave situação e é também a causa da sua perpetuação. Cristãos divididos precisam cair em si, humilhar-se reconhecendo seus erros, apegar-se mais a Deus e implorar sua ajuda com orações fervorosas. A reconstrução do Cristianismo unido em sua unidade original é um fato absolutamente espiritual e só pode ser realizada pelos caminhos do Espírito”.

Fonte: ppoomm.va

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados