Aumentam ataques contra defensores de direitos humanos

Em 9 de dezembro, Dia Internacional dos Defensores de Direitos Humanos, a Anistia Internacional lançou uma ferramenta online inovadora para destacar a crescente onda de ataques contra ativistas pelos direitos à terra, recursos naturais e meio ambiente em todo o continente americano.

A plataforma Defensores em Risco! apresenta dezenas de histórias de ativistas de todos os cantos das Américas que foram assediados, ameaçados, atacados, injustamente presos e até mesmo mortos como punição por seu trabalho para proteger o meio ambiente em 2015 e 2016.

defensores“Mais do que nunca, os ativistas ambientais são alvos de uma campanha implacável para impedir que recursos naturais vitais sejam protegidos. A nova ferramenta lança luz sobre uma crise invisível e as histórias daqueles que trabalham contra poderosos interesses políticos e econômicos para proteger os recursos sem os quais nenhum de nós seria capaz de viver”, disse Erika Guevara-Rosas, diretora da Anistia Internacional para as Américas.

A América Latina é a região mais perigosa para as pessoas que trabalham nessas questões. Somente em 2015, a ONG Testemunha Global (Global Witness) registrou 185 assassinatos de defensores da terra e do meio ambiente em todo o mundo, e 122 deles ocorreram na América Latina. No relatório, o Brasil é apontado como líder nessas mortes.

A plataforma será lançada com dois casos brasileiros: Apikay, comunidade Guarani Kaiowá no Mato Grosso do Sul, e Alexandre Anderson, defensor dos direitos dos pescadores da Baia da Guanabara. Novos casos serão inseridos a partir de documentação pela Anistia Internacional. Em 2017, a plataforma ganhará uma versão em português.

Fonte: Anistia Internacional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados