Assembleia Nacional da Juventude Missionária (JM) vai reunir lideranças em Brasília

A sede nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) vai receber nos dias 18 a 20 de novembro as coordenações estaduais da Juventude Missionária, atividade da Pontifícia Obra da Propagação da Fé, para a realização de sua 11ª Assembleia Nacional. O tema norteador será “Juventude Missionária: ide pelo mundo com coragem e alegria”, tendo como palavra iluminadora o texto bíblico “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8).

Antes do encontro em Brasília, a Assembleia será antecedida por dois momentos virtuais, contando com os assessores da assembleia, as coordenação de cada estado e colaboradores das POM. Os encontros acontecem nos dias 24 de setembro e 29 de outubro, das 15h às 17h. Neste dias serão discutidos pontos importantes para a caminhada da JM no Brasil, adiantando a pauta do encontro presencial em novembro. Poderão participar da Assembleia Nacional da Juventude Missionária até dois representantes de cada Estado, devendo ser jovens, membros da equipe de coordenação e com caminhada junto à Juventude Missionária.

A Assembleia avaliará o plano trienal (2019-2022), sua aplicação, fragilidades e implementação no tocante aos eixos assumidos. Também serão refletidos na assembleia os projetos gerados e assumidos pela JM como a Missão Sem Fronteiras e Juventudes Ad Gentes, o fortalecimento da Corrente Solidária e a construção de um novo plano para o próximo triênio 2023-2025.

A inscrição para a Assembleia Nacional da JM pode ser realizada pelo link até o dia 31 de agosto de 2022.

Confira a Carta da XI Assembleia Nacional da Juventude Missionária

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Uma resposta

  1. Bom dia a Todos, vejo que ainda estamos incorrendo no mesmo caminho errado, Os Maiores Animadores do Grupo de JM são os Assessores, pois a maioria dos grupos são de menores, Assim como a IAM os Assessores tem papel de muita relevância na caminhada do Carisma e da interlocução com com os diversos níveis da igreja e da missão e da comunidade , participa ativamente no planejamento de todas as etapas, Ai vejo que mais uma vez voces não chamam os Assessores os deixando de Fora do Planejamento dos projetos futuros , isto no meu modo de ver é um equivoco, isso está levando a um desmonte da JM em todos lugares e sua rejeição em muitos lugares, peço que revejam esta forma de ver para que possa continuar caminhando neste Santo Organismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados