Arquidiocese de Florianópolis realiza lives do Ano Jubilar Missionário

A Arquidiocese de Florianópolis (SC) está realizando uma série de Lives que abordam as celebrações do Ano Jubilar Missionário. A próxima Live acontecerá no dia 12 de julho com o tema dos 50 anos do Projeto das Igrejas Irmãs, contará com a presença de D. Luiz Cappio Bispo da Diocese da Barra, da Ir. Elita Jönck das Irmãs da Fraternidade e Esperança e convidados.

Transmissões anteriores

No mês de junho foi realizada live com Dom Evaristo Spengler e Dom Raimundo Possidônio. Dom Evaristo Spengler é bispo da Prelazia do Marajó (PA) e participou ativamente da preparação para o Sínodo da Amazônia. Já Dom Raimundo Possidônio é o bispo coadjuntor da Diocese de Bragança no Pará e foi perito no Sínodo da Amazônia, que aconteceu em Roma, em 2019. Clique aqui para assistir.

A primeira live aconteceu no dia 23 de março, com o assessor da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Pe. Daniel Rocchetti, SAC. Clique aqui para assistir.

No dia 19 de abril de 2022, o convidado principal foi Dom Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho e presidente do Conselho Indigenista Missionário da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que completa 50 anos em 2022. Clique aqui para assistir.

A terceira live teve a participação da Ir. Antônia Vânia Alves Sousa, Secretária Nacional da Infância e Adolescência Missionária (IAM), que falou sobre os 200 anos do nascimento da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), fundada pela venerável Paulina Jaricot. Clique aqui para assistir.

Sobre o Ano Jubilar Missionário

O Ano Jubilar Missionário será vivenciado pela Igreja do Brasil, pelas motivações históricas celebradas em 2022. Por exemplo, no Brasil, o cinquentenário de criação do Conselho Missionário Nacional (COMINA), da Campanha Missionária, do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), além dos 70 anos da criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Entre os eventos no âmbito internacional, o Ano Jubilar fará memória dos 400 anos da Congregação para Evangelização dos Povos e os 100 anos do motu próprio Romanorum Pontificum do Papa Pio XI, com o qual, em 1922, designou as Obras Missionárias como Pontifícias.

O que é celebrado em 2022
No âmbito nacional, os motivos jubilares são:

50 anos de criação do Conselho Missionário Nacional (COMINA);
50 anos das Campanhas Missionárias;
50 anos dos Projetos Igrejas Irmãs;
50 anos do Conselho Missionário Indigenista (CIMI);
50 anos do Documento de Santarém;
60 anos do Centro Cultural Missionário (CCM);
70 anos da criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

No âmbito internacional, são:

400 anos de criação da Congregação para Evangelização dos Povos;
200 anos do nascimento da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), fundada em 1822 pela venerável Paulina Jaricot;
150 anos do nascimento do beato Paolo Manna, PIME, fundador da Pontifícia União Missionária;
100 anos do motu próprio Romanorum Pontificum do Papa Pio XI, com o qual, em 1922, designou as Obras Missionárias como Pontifícias.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados