A Economia de Francisco quer construir novos caminhos

A Economia de Francisco, evento internacional com jovens economistas e empresários, incentivado pelo Papa Francisco, acontece entre os dias 19 e 21 de novembro de 2020. Dado o estado contínuo da emergência de saúde em todo o mundo, a organização do encontro, juntamente com a Santa Sé, decidiu celebrar o evento internacional nas datas previamente estabelecidas, porém de forma online, com transmissão ao vivo dos jovens participantes e palestrantes.

Também foi confirmada a participação “virtual” do Papa Francisco. Após este encontro, está previsto que a próxima reunião ocorrerá em Assis (Itália) no outono de 2021, na esperança de que as circunstâncias permitirão a participação de todos. A organização do evento a Economia de Francisco 2020 online permitirá que todos os jovens que se inscreveram em iguais condições, participar, compartilhando as experiências vividas, os trabalhos, propostas e reflexões que surgiram nos últimos meses. O Comitê está trabalhando para garantir a realização de um projeto inovador e participativo através de oficinas de grupo e sessões plenárias envolvendo palestrantes, diferentes lugares e a espiritualidade de São Francisco, bem como viver momentos de silêncio e meditação, além de apresentações e exibições artísticas e entrevistas.

Sobre o encontro

Na carta-convite dirigida a jovens economistas, empreendedores e empresários do mundo inteiro, divulgada em 11 de maio do ano passado, o Papa Francisco explica que Assis é o lugar apropriado para inspirar uma nova economia, pois foi ali que Francisco se espojou de todo mundanismo para escolher Deus como bússola da sua vida, tornando-se pobre com os pobres e irmão de todos. Sua decisão de abraçar a pobreza também deu origem a uma visão econômica que permanece atual.

O Papa Francisco convida a Assis os jovens empreendedores, economistas, para fazer um pacto, no espírito de São Francisco, a fim de que a economia de hoje e de amanhã seja mais justa, fraterna, sustentável e com um novo protagonismo de quem hoje é excluído.

Neste pacto, a construção de novos caminhos buscando a solução dos problemas estruturais da economia mundial. Para isso, é preciso questionar as “leis” econômicas que produzem desigualdade e exclusão, compreender que elas são fruto de decisões políticas e que, portanto, podem ser questionadas e transformadas.

Trata-se de construir uma nova economia à medida do homem e para o homem. Em síntese, o objetivo do Santo Padre é que tenhamos no mundo uma economia socialmente justa, economicamente viável, ambientalmente sustentável e eticamente responsável.

Programação terá participação de brasileiros/as

Na sexta, 20 de novembro, diversas pessoas terão breve espaço para apresentar temas que se destacam no atual contexto mundial. A programação chamada “Maratona A Economia de Francisco” inicia às 14h e segue até as 21h30 (horário de Brasília), e terá a participação de representantes do Brasil, Espanha, Argentina, Colômbia, México, Nigéria, Índia/Sri Lanka e Filipinas.

Representando o Brasil, está prevista a fala de Ir. Rosita Milesi, Pe. Júlio Lancelotti, Frei David, Pastor Henrique Vieira, Monja Cohen, liderança do MST, entre outros.

Toda a programação poderá ser acessada nos seguintes links:

francescoeconomy.org

https://www.facebook.com/francescoeconomy/

https://www.youtube.com/channel/UCVKz5pM4geof3NvZO7GOylw

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados