2022: Pontifícias Obras Missionárias vivem ano celebrativo 

Presente em 130 países, as POM celebram em 2022, os 200 anos da Pontifícia Obra da Propagação da Fé, 100 anos de elevação do caráter pontifício das Obras e 400 anos da Congregação para a Evangelização dos Povos.

As Pontifícias Obras Missionárias (POM), neste dia 03 de maio, celebram dois aniversários que marcam o caminho de preparação para os duzentos anos de fundação da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (1822) e cem anos de elevação do caráter pontifício (1922). Além destas duas datas, em 2022 celebramos os 400 anos de criação da Congregação para Evangelização dos Povos. Estas celebrações são ocasiões para conhecermos melhor o objetivo, carisma, natureza e ações das POM em todo mundo. Será um tempo propício para destacar o testemunho de Pauline Jaricot, fundadora da Obra da Propagação da Fé (POPF) e inspiradora para o surgimento da Infância e Adolescência Missionária (IAM), da Obra de São Pedro Apostolo e da União Missionária

Para isso, apresentamos nosso novo selo celebrativo, que busca representar em imagem esse caminho vivido até o mês de maio de 2022. A intensão deste ano celebrativo será visitar a fonte carismática de onde surgiram as Obras Pontifícias e desencadear um caminho de reforma a pedido do Papa Francisco: “A preparação do Mês Missionário Extraordinário 2019 é uma ocasião providencial para renovar nossas Obras Missionárias” (discurso ao Conselho Superior das POM em 1º de junho de 2018)

A renovação das POM 

renovação das POM parte do seu carisma fundacional, iniciado com Pauline Jaricot em 1842. Ela com um grupo de mulheres operárias da França começou uma rede de oração e solidariedade para apoiar os missionários franceses que viviam a missão ad gentes na China. O anúncio iminente da sua beatificação e as celebrações do centenário do caráter pontifício das Obras e o 200º aniversário da fundação da Obra para a Propagação da Fé, são ocasiões para avançar no caminho de reforma.

Para este caminho de reforma, as POM no âmbito internacionalelaborou um instrumento de trabalho para envolver as direções nacionais. Este instrumento está dividido em três partes: Natureza e carisma das POM; Estruturas atuais das POM e Ações a serem consideradas para renovar as POM. O caminho metodológico adotado, parte da natureza e carisma fundacional das POM iniciado a duzentos anos e confirmados com caráter pontifício em 3 de maio de 1922, pelo Papa Pio XI.

No Brasil, a equipe nacional das POM com os secretários das Obras Pontifícias, estão refletindo o instrumento de trabalho e pensando um caminho metodológico sinodal que envolva as lideranças ligadas a obra da Propagação da Fé (POPF), da Infância e Adolescência Missionária (IAM), da União Missionária (PUM), os Conselhos Missionários, a vida consagrada, os ministros ordenados e todo povo fiel de Deus. Para este caminho, a primeira atitude será de escuta de todo povo de Deus das Igrejas locais para identificar qual o impacto das Obras e qual contribuição específica que podemos oferecer na animação e cooperação missionária. 

Será um tempo para avaliarmos qual a incidência que os grupos vinculados as obras pontifícias estão tendo no despertar da consciência missionária universal em todo povo de Deus. Precisamos nos perguntar sobre quais ações devemos priorizar com mais recursos para que a missão ad gentes não caia no esquecimento das atividades da pastoral ordinária. 

Seguem alguns elementos que compõe nossa identidade, natureza pontifícia, carisma e objetivo de promover o espírito missionário universal em todo povo de Deus. Estes elementos serão indispensáveis para pensarmos juntos a renovação das POM. 

Objetivo: 

As Pontifícias Obras Missionárias têm como objetivo “promover o espírito missionário universal no seio do povo de Deus” (Congregação para Evangelização dos Povos, Cooperatio Missionalis, 5).

O que são? 

As Pontifícias Obras Missionárias, organismos oficiais da Igreja Católica e vinculados à Congregação para a Evangelização dos Povos, são uma rede mundial de oração e solidariedade para apoiar o Papa no seu compromisso missionário com todas as Igrejas particulares. Realizam isso mediante a oração, que é a alma da missão, e o auxílio material aos cristãos no mundo inteiro, ajudando a despertar a consciência missionária Ad Gentes. 

As POM trabalham para criar maior consciência e zelo pela missão ad gentes em todos os batizados, por meio da oração, da animação missionária, da informação, da formação, da cooperação e do sacrifício pessoal. Sua finalidade específica é orar e agir concretamente para apoiar a obra da evangelização e os missionários em todo o mundo. A reforma consistirá, antes de mais nadarecuperar a finalidades das POM, seu DNA e sua centralidade na promoção da consciência da missão AGentes. 

Carisma: 

As POM foram criadas espontaneamente pelo fervor missionário expresso pela fé dos batizados. Duas mulheres (Pauline Marie Jaricot e Jeanne Bigard), um Bispo (Charles de Forbin-Janson) e um sacerdote (Pe. Paolo Manna) foram os fundadores carismáticos de um grande movimento de cooperação missionária na Igreja. O carisma fundacional é único, iniciado pela jovem francesa Pauline Jaricot. Ela com grupo de operárias criou a primeira rede de oração e solidariedade para apoiar os missionários franceses na China, dando origem a obra da Propagação da fé. Esta única inspiração anima as quatro obras que existem para intensificar a animação, a formação e a cooperação missionária em todo o mundo.

Este caminho de reforma das POMnos convidam a continuar no processo de renovação já iniciado pelo Concílio Vaticano II, rumo a fé, espiritualidade e formação missionária mais sólidas e comprometidas com missão além fronteiras

Pe. Maurício da Silva Jardim 
Diretor Nacional das POM

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados