2022: Ano Jubilar Missionário

Por Pe. Maurício Jardim*

Missão que se faz sem fronteiras para alcançar a todas as pessoas, em todas as nações

Com o tema “A Igreja em estado permanente de missão” e o lema: “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8), 2022 será um ano jubilar missionário. Um tempo celebrativo para fazermos memória da caminhada missionária no âmbito internacional e nacional, propício para projetar “a ação missionária como paradigma de toda obra da Igreja” (Evangelii Gaudium, 15).

No âmbito nacional, os motivos jubilares são: 50 anos de criação do Conselho Missionário Nacional (COMINA); 50 anos das Campanhas Missionárias; 50 anos dos Projetos Igrejas Irmãs; 50 anos do Conselho Missionário Indigenista (CIMI); 50 anos do Documento de Santarém; 60 anos do Centro Cultural Missionário (CCM); 70 anos da criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Já no âmbito internacional, vamos celebrar os 400 anos de criação da Congregação para Evangelização dos Povos e três aniversários das quatro Obras Missionárias: os 200 anos do nascimento da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), fundada em 1822 pela venerável Paulina Jaricot; o centenário do motu próprio Romanorum Pontificum do Papa Pio XI, pelo qual, em 1922, o santo Padre designou três das quatro Obras Missionárias como Pontifícias; e os 150 anos do nascimento do beato Paolo Manna, PIME, fundador da Pontifícia União Missionária (PUM).

O logotipo que traz a identidade visual do Ano Jubilar Missionário compõe alguns elementos que expressam a intencionalidade dos jubileus celebrativos: o globo, o mapa do Brasil, a cruz missionária, o ano 2022, as cores dos cinco continentes e a cor dourada que remete ao jubileu. O conjunto da arte está em movimento, expressando o dinamismo missionário que brota da Trindade, ou seja, a missão é uma só, ela é de Deus (Missio Dei) e nasce do ‘amor fontal do Pai’ (AG 2), que se expande, se comunica, sai de si e transborda sem fronteiras. O amor de Deus é um impulso gratuito, de dentro para fora, e de um jeito de ser que tem como origem e fim a vida divina (Cf. DAp 348). O logo expressa uma grande explosão missionária que, em 1972, marcou um novo impulso para a missão da Igreja do Brasil e que, em 2022, abre-se em medida maior para missão sem fronteiras para alcançar a todas as pessoas, em todas as nações. Dois grandes projetos do Programa Missionário Nacional vão nessa mesma direção, de expandir a consciência missionária orientada a universalidade. Será um tempo oportuno para dar continuidade e fortalecer o projeto Ad Gentes e projeto Igrejas Irmãs da CNBB. A temática “A Igreja em estado permanente de missão” do Ano Jubilar Missionário segue as intuições do documento de Aparecida, que compreende a missão com identidade da Igreja, ou seja, não é algo optativo, uma atividade da Igreja entre outras, mas a sua própria natureza. A Igreja é missão! O lema “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8) segue a escolha do Papa Francisco para a mensagem do Dia Mundial da Missões de 2022.

O Ano Jubilar Missionário será também um tempo oportuno para conhecer iniciativas, projetos e instituições que cooperam com a missão de Deus. Favorável para conhecer melhor a “Congregação para Evangelização dos Povos, organismo central encarregado de dirigir e coordenar a evangelização e a cooperação missionária, atuando por mandato do Romano Pontífice e, num âmbito universal, favorece a unidade entre os responsáveis da cooperação missionária em diferentes situações, e garante que suas atividades se desenvolvam de forma ordenada, a fim de que todos unanimemente disponham suas forças a serviço da edificação da Igreja” (Cooperatio Missionalis,3).

Temos o jubileu do Conselho Missionário Nacional (COMINA), ocasião oportuna para reafirmar a importância e a identidade dos Conselhos Missionários em todos os âmbitos. O COMINA é uma instituição estabelecida pela Santa Sé e constituída pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), para articular os organismos e instituições missionárias da Igreja no Brasil e, assim, alcançar maior unidade e eficácia operativa na animação e cooperação missionárias. Tem por finalidade promover a articulação das instituições missionárias atuantes no País, entre si, com as Pontifícias Obras Missionárias (POM) e com a CNBB, além de estudar e apresentar soluções articuladas para as questões missionárias de maior relevância por todo o Brasil (conforme os artigos 1 e 2 do regulamento do COMINA).

As datas comemorativas das Pontifícias Obras Missionárias (POM) são, ainda, oportunidades para torná-las mais conhecidas. As POM têm sua gênese fundacional no Pentecostes do Espírito que, com os seus carismas, faz-nos compreender e realizar as Obras para a Missão Ad Gentes. A fundação acontece a partir de duas cristãs leigas (Pauline Marie Jaricot e Jeanne Bigard), um Bispo (Charles de Forbin-Janson) e um sacerdote (Pe. Paolo Manna). A origem é de um mesmo carisma, compondo uma rede mundial de oração e solidariedade à serviço do Papa e das Igrejas locais. De acordo com o monsenhor Giampietro Dal Toso, presidente internacional das POM: “Duzentos anos de vida e cem anos de qualificação pontifícia significam, antes de tudo, uma enorme contribuição para a missão da Igreja e para a fundação de novas Igrejas”.

Que no Ano Jubilar Missionário “a causa missionária seja a primeira de todas as causas” (Redemptoris Missio, 86). Somos convidados a olhar para o passado com gratidão, para o presente com comprometimento à causa missionária e, para o futuro, com a perspectiva de uma Igreja em estado permanente de missão. Feliz e abençoado Ano Jubilar Missionário de 2022.

* Coordenador das POM na América e Diretor Nacional das POM

Comentários

Uma resposta

  1. Prezado Padre Maurício, parabéns e nosso agradecimento por todo trabalho em prol da Igreja.
    Percebo muitas vezes o termo missão, missionário está muito limitado à orações, terços etc. O que entendo que procede também. No entanto, quando se levado ao pé da letra a palavra missão é entendida como executar algo em nome de alguém. No nosso caso em nome de Jesus Cristo.
    Questiono: nossa igreja missionária não está muita fixada em momentos de espiritualidades se esquecendo por exemplo da Doutrina Social da Igreja, que é uma missão?
    Como definir “A ação missionária como paradigma de toda obra da Igreja”. na prática, como deve ser esta ação?
    Obrigado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

slot online situs slot gacor slot online slot gacor slot gacor situs judi slot gacor situs judi slot online situs judi toto slot gacor slot gacor judi slot slot online slot online judi slot slot gacor situs slot slot gacor 2022 slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor situs slot gacor slot gacor https://cedu.uninorte.edu.co/wp-includes/ https://web.ics.purdue.edu/~asub/wp-includes http://blog.iconect.pctguama.org.br/ https://votoinformado.unam.mx/wp-includes https://epay.guaynabocity.gov.pr/epay/wp-includes https://reclamos.sistemasmlh.gob.ar/css/ slot pulsa slot deposit pulsa http://statconfig.sci.unhas.ac.id/assets/nexus-slot http://icob.sci.unhas.ac.id/nexus-slot/ https://www.aris.sc.gov.br/frontend/web/images/ https://aptta.org.ar/wp-includes/ https://icvb.org.tr/wp-includes https://filba.org.ar/images/ https://apps.santaisabel.sp.gov.br/ https://santaisabel.sp.gov.br/esd/ https://tzg.ttf.unizg.hr/wp-includes/ https://iif.edu/images https://mannaandbaby.or.jp/wp-content/uploads/slot-gacor/ toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor

Link partner: 77lucks dewagg liveslot168 hoki99 luck365 qqmacan kingceme agen338 maxwin138 javaplay88 slot5000 idngg vegas88 gen777 mild88 kaisar888 gem188 ligaplay88 laskar138 slotsgg toto togel toto slot bet88 infini88 pg slot idn poker sbobet judi bola slot88 warungtoto pokerseri vegas77 vegasslot77