Simpósio de Missiologia resgata sinodalidade e comunhão na Igreja

de Jaime C. Patias

As reflexões do 6º Simpósio de Missiologia que acontece em Brasília (DF), giram em torno de três eixos: alegria do Evangelho; sinodalidade e comunhão; testemunho e profetismo. As temáticas fazem parte do Texto-base do 4º Congresso Missionário Nacional (4º CMN) a ser realizado nos dias 7 a 10 de setembro de 2017, em Recife (PE).

pauloNa programação do Simpósio, o eixo da “sinodalidade e comunhão” foi apresentado pelo teólogo Paulo Suess. A abordagem foi feita à luz do magistério do papa Francisco em uma das conferências nesta quarta-feira, 22.

“O anúncio do Evangelho no mundo atual pode ser e é a causa da nossa alegria”, afirmou Paulo Suess para, em seguida, elencar cinco alegrias: 1. a Missão como alegria de ser enviado e convidado a encontros e descobertas; 2. a Encarnação como a alegria da proximidade; 3. o Diálogo como alegria da comunicação com o diferente; 4. a Misericórdia como alegria de acolher e ser escolhido; 5.a Sinodalidade como alegria de caminhar juntos e viver em comunhão.

“Essas cinco alegrias são interligadas e ao falar da “sinodalidade como alegria de caminhar juntos e viver em comunhão falo de uma maneira implícita também da alegria da missão, da encarnação, do diálogo e da misericórdia”, explicou Paulo Suess.

O teólogo recordou que, “sinodalidade e comunhão” é um conceito síntese que retoma e desenvolve as reflexões feitas nas conclusões de Puebla (1979) e no Documento de Aparecida (2007). “No centro de Puebla (563-1120), está a evangelização na Igreja da América Latina descrita como ‘comunhão e participação’. Podemos compreender a sinodalidade, o caminhar junto, como um aspecto central da participação em comunhão. Sem caminhar junto não pode haver ‘participação’ e sem ‘participação’ nas decisões, nas liturgias, na articulação das doutrinas e nas práticas pastorais, não pode haver sinodalidade”, argumentou Paulo Suess. No Documento de Aparecida percebe-se a predominância de uma “eclesiologia de comunhão que lembra Puebla, em suas reflexões sobre ‘comunhão e participação’. O Paulo 2prefixo da comunhão concreta é a espiritualidade de comunhão. Aparecida recomenda essa espiritualidade a todos”. Além disso, em Aparecida se encontra “uma visão explícita da Igreja como comunhão e uma visão mais implícita da Igreja Povo de Deus. A comunhão é missionária e a missão é para a comunhão”.

A missão como “Igreja em saída” e a sinodalidade como “prática da comunidade missionária” receberam impulsos decisivos do papa Francisco, que retomou as inspirações do Concílio Vaticano II (1962-1965) e de Aparecida (2007). “Uma Igreja sinodal é uma Igreja da escuta. Francisco pratica essa escuta ao citar como fontes de seus escritos muitas Igrejas locais e também o magistério científico dos teólogos”, sublinhou Paulo Suess.

Da comunhão e participação à sinodalidade
De acordo com a Conferência de Aparecida, “a eclesiologia de comunhão do Vaticano II aponta para o caminho sinodal. Coube ao magistério do Papa Francisco dar à “eclesiologia de comunhão” seu verdadeiro sentido de sinodalidade, porque os Sínodos pós-conciliares simularam uma participação sinodal, mas, na realidade, a impediram”, observou Paulo Suess. Em sua avaliação, temos uma eclesiologia de comunhão, realizamos sínodos, mas não avançamos. Permanece uma centralização excessiva, que complica a dinâmica missionária. A eclesiologia de comunhão permitiu pensar a unidade da Igreja na diversidade, mas não pode ser pensada sem participação e sinodalidade”, complementou. O teólogo lembrou que, a sinodalidade como caminhar junto, “não é somente um método, mas é também conteúdo da evangelização. Assim nasceu a missão de caminhar juntos, com alegria e misericórdia”.

paulo 3Aparecida pensou a operacionalização da “natureza missionária” da Igreja em três círculos concêntricos como missão paroquial, continental e ad gentes, interligados no “caminhar juntos”. Também a Evangelii gaudium considera que numa Igreja sinodal se distingue três níveis: as Igrejas particulares, as Províncias e Regiões Eclesiásticas, e os Concílios Particulares, de modo especial, as Conferências Episcopais, que permitem uma “salutar descentralização” (EG 16 e 32).

“Como se pode perceber, a sinodalidade toca em pontos sensíveis e discutidos em nossas comunidades: ministerialidade, colegialidade, ecumenismo, magistério partilhado, autoridade como serviço, exercício do papado e de sua conversão”.

Ampliando o horizonte, Paulo Suess observou que “a sinodalidade tem um grande valor não somente para a Igreja, mas também para o mundo. O que vale para os líderes das nações, vale também para as pequenas comunidades que precisam zelar pela participação e a transparência, pelo anúncio do essencial e pela comunhão na caminhada”.

Em sua missão, a Igreja está a serviço de um mundo para todos. “A comunhão com os irmãos potencializa o compromisso com a sociedade. Sinodalidade e comunhão são um convite permanente à nossa conversão e à transformação de estruturas no mundo e da Igreja”, finalizou o teólogo.

O Simpósio reúne no Centro Cultural Missionário (CCM), dias 20 a 24, cerca de 70 pessoas entre teólogos, missiólogos, pesquisadores, representantes de instituições missionárias, agentes de pastoral de todo o Brasil. O evento é promovido todos os anos pela Rede Ecumênica Latino Americana de Missiólogos e Missiólogas (Relami), o Centro Cultural Missionário de Brasília (CCM), as Pontifícias Obras Missionárias (POM).

Leia também: Teólogo Agenor Brighenti avalia os dez anos da Conferência de Aparecida

O anúncio da Boa Nova em um mundo em crise é o grande desafio da missão

Simpósio de Missiologia destaca as Bem-aventuranças do Reino

Confira álbum de fotos do Simpósio no Facebook das POM

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

slot online situs slot gacor slot online slot gacor slot gacor situs judi slot gacor situs judi slot online situs judi toto slot gacor slot gacor judi slot slot online slot online judi slot slot gacor situs slot slot gacor 2022 slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor slot gacor situs slot gacor slot gacor https://cedu.uninorte.edu.co/wp-includes/ https://web.ics.purdue.edu/~asub/wp-includes http://blog.iconect.pctguama.org.br/ https://votoinformado.unam.mx/wp-includes https://epay.guaynabocity.gov.pr/epay/wp-includes https://reclamos.sistemasmlh.gob.ar/css/ slot pulsa slot deposit pulsa http://statconfig.sci.unhas.ac.id/assets/nexus-slot http://icob.sci.unhas.ac.id/nexus-slot/ https://www.aris.sc.gov.br/frontend/web/images/ https://aptta.org.ar/wp-includes/ https://icvb.org.tr/wp-includes https://filba.org.ar/images/ https://apps.santaisabel.sp.gov.br/ https://santaisabel.sp.gov.br/esd/ https://tzg.ttf.unizg.hr/wp-includes/ https://iif.edu/images https://mannaandbaby.or.jp/wp-content/uploads/slot-gacor/ toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor toto slot gacor

Link partner: 77lucks dewagg liveslot168 hoki99 luck365 qqmacan kingceme agen338 maxwin138 javaplay88 slot5000 idngg vegas88 gen777 mild88 kaisar888 gem188 ligaplay88 laskar138 slotsgg toto togel toto slot bet88 infini88 pg slot idn poker sbobet judi bola slot88 warungtoto pokerseri vegas77 vegasslot77