Terra do primeiro anúncio do Evangelho

Terra do primeiro anúncio do Evangelho

Os desafios da experiência missionária na Guiné Bissau, testemunhados pela missionária Cláudia dos Santos, da comunidade católica Divino Oleiro.

Por Cláudia Conceição dos Santos *

A Comunidade Católica Divino Oleiro é um instituto de vida Consagrada, fundada em 27 de setembro de 1999, na Arquidiocese de Florianópolis (SC), pelo padre Marcio Alexandre Vignoli.
Nossa primeira experiência em Guiné-Bissau, na África Ocidental, foi em 2010, quando, juntamente com o padre Lucio Espíndola Santos, também da Arquidiocese de Florianópolis, estivemos na localidade de Empada, ao sul do país.

Em julho de 2012, a convite de Dom Pedro Carlos Zilli, bispo da diocese de Bafatá, retornamos, dessa vez para a localidade de Tite, no interior, onde ainda estamos. Padre Lucio Espíndola uniu-se conosco em 2013.

O maior desafio para os missionários por aqui é sempre a língua. Teoricamente, o idioma oficial é o português, porém, o mais falado é o crioulo, uma língua franca em constante mudança, pois não há uma forma de escrita e pronúncia aprovadas oficialmente. Além disso, há outras línguas faladas pelas diversas etnias espalhadas por todo o país. Na sede da missão onde estamos, falamos crioulo, mas a etnia local predominante é a balanta. Nas “tabancas” (aldeias), precisamos sempre de alguém que faça a tradução para termos alguma comunicação.

Dentre outros desafios em meio ao nosso cotidiano, constam a pobreza, a precariedade e diversas situações, geralmente ligadas à cultura, que ferem a dignidade humana.

pág. 17 (5)

É impossível estar em missão na África sem assumir o compromisso de melhoria para a vida das pessoas. Temos que ter, na mente e no coração, o homem integral: corpo, mente e espírito.
A nossa atividade evangelizadora, realizada nas tabancas, é a evangelização do primeiro anúncio. Atualmente atendemos onze tabancas. Essas catequeses acontecem de domingo a domingo, na sua maioria à noite. Na sede, temos os grupos de catequese mais avançados para o batismo, primeira eucaristia e crisma.

Em Tite, há também um pequeno Centro de Saúde, onde colaboramos com doação de medicamentos (quando recebemos), combustível para a ambulância, doação do primeiro enxoval (para motivar as mulheres a vir dar à luz no Centro de Saúde), ajuda na compra de leite em pó para crianças desnutridas e gêmeos, entre outras iniciativas.

Na área da educação, temos trabalhos realizados no Liceu de Autogestão (o governo contrata os professores, a comunidade faz parte da gestão e a Missão Católica faz a supervisão). O Liceu é de ensino médio e secundário e atualmente atende uns 600 alunos.

Também na área da educação, funciona, há três anos, o projeto “Jardim Infantil”, nas tabancas. São mais de 500 crianças atendidas nesse projeto realizado por padre Lucio Espíndola Santos.

As necessidades são diversas, o choque cultural é gritante, porém, o acolhimento, a generosidade, a fé “simples”, “inicial”, a alegria que o povo transmite, tudo isso faz com que aumente, em nós, o desejo e o ardor em doar as nossas vidas cada vez mais “por amor a Deus e em favor dos irmãos”.

* Missionária consagrada da Comunidade Católica Divino Oleiro

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu