Síria: missa de Natal em catedral destruída pela guerra

Síria: missa de Natal em catedral destruída pela guerra

Cristãos de Alepo cantaram canções de Natal nas ruas para recordar as vítimas da guerra.

Centenas de católicos maronitas da recém libertada Aleppo (Síria), celebraram a Missa de Natal na catedral maronita de São Elias, que ficou em ruínas devido aos bombardeios e permaneceu fechada durante os quatro anos em que as forças do governo e os grupos jihadistas e rebeldes disputavam o controle da cidade.

proxyA Eucaristia foi presidida por dom Joseph Tobji, arcebispo maronita de Aleppo. No centro do templo, em meio aos escombros de pedra e sob o teto destruído, os fiéis armaram um lindo presépio com a Virgem Maria, o Menino Jesus, São José e a estrela de Belém. O altar foi decorado com flores brancas.

Os fiéis foram colocados nas partes laterais da catedral, em frente ao altar e na parte superior. Tiveram que sentar-se em cadeiras de plástico porque as bancas estavam destruídas. Na celebração entoaram canções de natal em inglês, francês e árabe.

Depois da Missa, um grupo de líderes muçulmanos visitou a catedral e um cristão que foi como representante do Grande Mufti da Síria transmitiu suas saudações por Natal. Ao terminar se reuniram com Dom Tobji e vários sacerdotes.

A catedral maronita de São Elias, localiza-se no bairro cristão de Jdeydeh, e sofreu bombardeios em três ocasiões durante os quatro anos do conflito em Aleppo. O templo atual foi construído em 1873 sobre uma pequena igreja do século XV e é considerado como uma das igrejas mais antigas do Oriente Médio.

Na noite de 24 de dezembro, os cristãos de Aleppo cantaram canções de Natal nas ruas e se reuniram em volta da árvore de Natal para recordar as vítimas da guerra.

Fonte: Acidigital

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu