São Francisco Xavier: Padroeiro das Missões

São Francisco Xavier: Padroeiro das Missões

Beatificado em 25 de outubro de 1619 pelo papa Paulo V e canonizado pelo papa Gregório XV a 12 de março de 1622, juntamente com Santo Inácio de Loyola

O dia 3 de dezembro, a Igreja no mundo celebra a memória de São Francisco Xavier que em 1925, juntamente com Santa Terezinha do Menino Jesus é foi proclamado pelo papa Pio IX, Padroeiro das Missões. Ele foi beatificado em 25 de outubro de 1619 pelo papa Paulo V e canonizado pelo papa Gregório XV a 12 de março de 1622, simultaneamente com Santo Inácio de Loyola.

Espanhol de Navarra, Francisco nasceu no castelo de Xavier em 1506. Juntou-se ao grupo de Santo Inácio quando foi estudar em Paris, França. Cofundador da Companhia de Jesus (Jesuítas), foi um missionário incansável que evangelizou na Índia, Indonésia e no Japão durante dez anos, convertendo muitos à fé. Foi à China, mas não pode entrar. A Igreja considera que Francisco seja o missionário que mais converteu pessoas ao Cristianismo desde o Apóstolo São Paulo.

Itália, afresco de Andrea Pozzo na igreja de Santo Inacio de Roma, retratando xavier

Itália, afresco de Andrea Pozzo na igreja de Santo Inacio de Roma, retratando xavier

Ao longo de sua peregrinação missionária, Xavier escreveu várias cartas, nas quais ele narra os lugares que conheceu, e os desafios da Missão. “Viemos por povoações de cristãos que se converteram há uns oito anos. Nestes sítios não vivem portugueses, por a terra ser muitíssimo estéril e extremamente pobre. Os cristãos destes lugares, por não terem quem os instrua na nossa fé, somente sabem dizer que são cristãos”.

Francisco também fazia apelos. “Muitos deixam de se fazer cristãos nestas terras, por não haver quem se ocupe de tão santas obras. Muitas vezes me vem ao pensamento ir aos colégios da Europa, levantando a voz como homem que perdeu o juízo e, principalmente, à Universidade de Paris, falando na (Universidade de) Sorbona aos que têm mais letras que vontade para se disporem a frutificar com elas”.

Missões
A primeira ação missionária de São Francisco Xavier aconteceu no dia 20 de setembro de 1543, na costa oeste do sul da Índia, a norte de Cabo Comorim, local que os portugueses chamavam de Costa de Pescaria, onde a prática da pesca era muito popular. Essa prática não era bem aceita pela religião hindu. O cristianismo quando chegou ao lugar foi receptiva, pois além de aceitar a profissão tinha como um de seus símbolos o peixe, além de alguns de seus apóstolos que depois tornaram-se “pescadores de homens”. Em 1545 foi à portuguesa Malaca. Partiu dali para as ilhas de Amboino, onde permaneceu até meados de junho de 1546. Ainda no mesmo ano e em 1547, Francisco trabalhou nas ilhas Molucas, cavando os alicerces de uma missão permanente. Após partir da região, o seu trabalho foi continuado por outros missionários. Na década de 1590, já havia em torno de 50 e 60 mil católicos na região.

Mapa das viagens de São Francisco Xavier

mapaxavier

No ano de 1548, o missionário retorna à Índia onde passa os próximos 15 meses de sua vida. Alguns portugueses consideram que o seu estilo de vida não é cristão. Chegaram a querer impedir o seu trabalho missionário, então, ele decide ir para o sudeste. No ano seguinte visita Cantão na China. Foi acompanhado pelo padre Cosme Torres, Angiró, pelo irmão João Fernandes e por outros dois homens japoneses que estudaram em Goa.

Em julho de 1549 Francisco alcança o Japão. Este foi um dos países mais difíceis para o missionário conseguir explicar e implantar o Cristianismo. Xavier foi o primeiro jesuíta a ir lá em missão. A limitação foi a língua japonesa que era diferente de todas as outras que conhecia até então. Para ajudar, levou consigo algumas pinturas da Virgem Maria e da Virgem com Jesus. Os japoneses, no entanto, não se revelaram pessoas de fácil convencimento, mas com o tempo a missão de Francisco Xavier foi considerada frutuosa. Ele estabeleceu congregações em Hirado, Yamaguchi e Bungo e escreveu um livro em japonês sobre a criação do mundo e a vida de Cristo. Fica ali até 1551.

Mais uma vez na Índia
Em Goa, Xavier ocupa-se de enviar para as regiões da Índia grupos de novos jesuítas recém-chegados ao país com o objetivo de fundar missões. Ele também dirige o Colégio de São Paulo, em Goa, que formava catequistas e padres asiáticos, promovendo também a tradução de livros religiosos para as línguas locais.

São Francisco Xavier morreu em 3 de dezembro de 1552 tentando entrar clandestinamente na China.

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu