Natureza missionária da Igreja foi o tema de curso na Diocese de Petrópolis (RJ)

Natureza missionária da Igreja foi o tema de curso na Diocese de Petrópolis (RJ)

O Curso de Atualização do Clero da Diocese de Petrópolis (RJ) terminou na manhã de quinta-feira, dia 6 de fevereiro, e teve como tema central a missão. A Diocese está em pleno Ano Missionário e todos, leigos e clero são convidados a compreender que a missão não é uma dimensão da Igreja Católica, mas sua essência, pois todo batizado é chamado a fazer missão, testemunhando com a própria vida nos ambientes que convive.

A atividade Missionária é a mais sagrada da Igreja, por isso, o assessor do Curso foi o Padre Maurício Jardim, diretor das Pontifícias Obras Missionárias (POM). “Agradeço ao presbitério de Petrópolis e a Dom Gregório pela acolhida e recepção das temáticas que abordei na formação permanente. Destaco o tema da missionariedade como natureza da própria Igreja, não reduzida a uma dimensão ou parte da nossa vida”.

Entre os temas abordados pelo Padre Maurício estão os elementos teológicos e eclesiológicos que fundamentam a missão. A Apresentação das Diretrizes Gerais de Ação Evangelizadora na Igreja no Brasil e o Programa Missionário Nacional com ênfase aos projetos Ad Gentes, Igrejas Irmãs, a criação e fortalecimento dos Conselhos Missionários e a implantação das Pontifícias Obras Missionárias que tem o objetivo de despertar a consciência da missão universal em todo povo de Deus. Falou sobre as Comunidades Eclesiais Missionárias como ponto principal para as atividades pastorais no Brasil nos próximos anos.

Padre Maurício apresentou também o Sínodo da Amazônia. Ele foi um dos peritos do Sínodo que ocorreu no Vaticano, de 6 a 27 de outubro de 2019. Apresentou conceitos sobre o Sínodo como também os trabalhos realizados e as definições do documento final.

Padre Jovane Carmo, coordenador do Comire e Comidi de Petrópolis disse que o curso foi importante, frisando que ser igreja em saída não é uma moda do momento e nem um desejo pessoal do Papa Francisco, mais uma ordem de Jesus Cristo. “Foi um momento de grande riqueza e crescimento para o clero. Cada padre foi relembrado que somos cooperadores na missão de Deus. O ser Igreja em saída não é moda, ou um perfil do Santo Padre, mas ordem de Jesus. Ou a Igreja está em saída constante e permanente ou não é Igreja”.

WhatsApp Image 2020-02-06 at 15.11.56O coordenador do Comidi diocesano lembrou que ser missionário não é uma atividade de um grupo, mais uma missão de cada batizado. “Espero que nesse Ano Missionário Diocesano cada um de nós, padres e leigos compreendamos que a missão não é atividade de um grupo mais faz parte da vida de cada batizado. Neste ano teremos poucas atividades Missionárias na Diocese no quesito ‘Evento’, pois as maiores atividades que podemos realizar estão presentes na nossa vida, presentes em nosso dia a dia, onde somos chamados a anunciar Jesus com nossa vida e testemunho”.

Ao final do curso, Alexander de Brito foi enviado para missão na diocese Parintins. Também o padre Fabiano Cunha foi enviado para Missão Ad Gentes na África do Sul para trabalhar com as fazendas da esperança.

Fonte: Diocese de Petrópolis (RJ)

 

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu