Na diocese de Campanha (MG), Missão envolve jovens e crianças

Na diocese de Campanha (MG), Missão envolve jovens e crianças

A Missão teve a participação da Juventude Missionária (JM) e da Infância e Adolescência Missionária (IAM)

A Juventude Missionária (JM) e a Infância e Adolescência Missionária (IAM), da diocese de Campanha (MG) realizaram sua primeira experiência missionária. A Missão aconteceu nos dias 06 a 08 de janeiro na comunidade rural do Congonhal, na cidade de Cambuquira (MG).

Participaram 18 jovens da JM das cidades de Varginha, Carmo da Cachoeira e de Guaxupé. Ajudaram nas visitas cerca de 15 crianças do grupo da IAM local.

SAM_0142Na missa de abertura, celebrada na pequena Igreja de Nossa Senhora Aparecida, padre Liu ressaltou a importância da Missão Jovem para a comunidade e abençoou as cruzes missionárias.

Francine Novais, membro da equipe estadual da JM e Erick José Cardoso, referencial jovem das Santas Missões Populares (SMP) na diocese de Guaxupé, conduziram um momento de formação. Orientaram como fazer uma visita missionária, além de mostrarem como eram feitas as missões antigamente e como era a Missão de Jesus.

Foram visitadas cerca de 50 famílias e muitas delas ficaram surpresas de receberem em suas casas, missionários jovens católicos.

“Destacamos a visita na residência do senhor Guto, um idoso de 80 anos que renovou o pedido de casamento à sua esposa visando as bodas de Diamante que acontece em dois anos”, relatou Felipe Diniz, membro da equipe estadual da JM em Minas Gerais. “Com bom humor, o senhor Guto nos contou que quem manda na casa é sempre a mulher. Apresentou seus netos, bisnetos e disse que já é tataravô”.

A missão incluiu orações na pequena igreja com cânticos de Taizé e a recitação do Terço na praça da comunidade.

“Esta missão foi maravilhosa, já tive outras experiências, porém esta foi impar em minha vida. Pretendo realizar mais missões junto a JM”, testemunhou Liliene, da cidade do Carmo da Cachoeira.

Para Maria Fernanda, 16 anos, da cidade de Varginha, “a experiência foi simplesmente um pé direito para 2017, foi o começo de muitas. Eu só tenho a agradecer por tudo, pois foi maravilhoso”.

Os jovens e crianças retornam para suas casas com o sentimento de dever cumprido e o desejo de realizar outras iniciativas semelhantes.

Com informações da JM de Minas Gerais.

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu