JM do Ceará realiza Encontro de Espiritualidade

JM do Ceará realiza Encontro de Espiritualidade

De 05 a 07 de abril, a Juventude Missionária do estado do Ceará realizou o seu I Encontro de Espiritualidade, na cidade de Icapuí, Diocese de Limoeiro do Norte. Através do tema “Juventude Missionária, Testemunho e Profetismo”, a juventude foi convidada a refletir, a experimentar e a compreender aquilo que a leva a se tornar agente transformador diante da sociedade.

c2O Encontro teve como formador o padre Djavan Fernandes, também da Diocese de Limoeiro do Norte, que apresentou alguns pontos e inquietações do que representa a prática profética nos dias atuais. A vivência contou com vários momentos em que sempre se instigavam a reflexão e a constante oração. Logo ao início, os jovens participaram de um momento baseado na experiência com a comunidade Taizé, que os preparou para compreender e para vivenciar os momentos seguintes, como uma leitura orante e um momento de interiorização a respeito do lema do encontro: “Pela espiritualidade que nasce da Trindade, nos constituímos em estado permanente de Missão” (AG 15).

Foi realizada ainda uma ceia judaica, onde todos puderam recordar os passos daqueles que viveram a fuga da escravidão no Egito. Além destes momentos, houve uma caminhada pelas ruas da cidade que trazia em suas discussões e reflexões a vida e luta de vários mártires. O encontro se encerrou com a celebração da Santa Missa e um momento recordação aos acontecimentos de Pentecostes.

c1A jovem Robiane Rodrigues, da diocese de Limoeiro do Norte, destaca o quanto o encontro contribuiu para o crescimento da sua espiritualidade: “Foram dias de construção, de fortalecimento, de aprofundamento, de conhecimento, de restauração, enfim, com certeza não seremos os mesmos a partir dessa experiência. Não sabia que era capaz de sentir Cristo tão perto de mim, ou melhor, em mim, e percebi o quanto ele se faz presente na minha vida. O ápice do encontro foi fazer a gente silenciar nossas mentes e nossos corações, fazer com que cada um pudesse se voltar para dentro de si e refletir a nossa caminhada de fé, nossas dores, nossos medos e a nossa vida de modo geral”.

Victor Máximo, de Fortaleza, fala: “Este encontro nos auxilia a enxergar a verdadeira face da Juventude Missionária. Tomados pela inquietação, nós somos chamados a viver uma espiritualidade de saída e encontro. Uma espiritualidade de dinamismo, de profetismo e de testemunho. Diria que ser jovem missionário hoje é uma causa urgente!”.

c5Lucas Guerra, um dos atuais assessores da JM Ceará, traz uma reflexão a respeito da caminhada da JM neste estado: “Quando iniciamos a Juventude Missionária o mais importante era ter jovens dispostos a realizar a missão ad gentes, que gostassem de refletir sobre o mundo e que tivessem em sua oração os 5 continentes. A medida em que fomos caminhando, nos formando e crescendo, percebemos que, para chegar além das fronteiras, se faz necessário uma consciência transformadora e profética, um desejo enorme de mudar o mundo e de não se conformar com as estruturas injustas que nos escravizam e acomodam. Esse retiro foi a confirmação de que todo trabalho realizado de fato ampliou nossos horizontes. Em todos os momentos, falamos de luz e de ser luz. Sim: vivemos tempos de trevas em que metralhar um carro é a política normal de segurança pública, mas não nos calaremos e tenho certeza de que a JM do Ceará está pronta para cumprir o seu papel de jovens profetas a serviço do reino de Deus”.

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu