Jesuítas e Franciscanos se unem na “Revolução Laudato Sí”

Jesuítas e Franciscanos se unem na “Revolução Laudato Sí”

Inspirados pela encíclica Laudato Sí do Papa Francisco, pelo Documento Final do Sínodo Panamazônico e pela Exortação Pós-Sinodal “Querida Amazônia”, franciscanos/as e jesuítas presentes no Brasil decidiram unir-se para empreender reflexões e ações voltadas à luta pela justiça socioambiental, contra toda forma de exploração e desigualdade socioeconômica, contra toda expressão de racismo e em defesa dos povos indígenas e da democracia.

Post-Rev-LS-2-com-novas-logosRevolução Laudato Si Brasil

É com muita esperança e alegria que anunciamos que o Programa MAGIS Brasil, junto ao OLMA e à FAJE, faz parte de um movimento que visa revolucionar nossa relação com a Casa Comum: a Revolução Laudato Si Brasil

Esta é uma iniciativa internacional da família franciscana, que vem tomando espaço em terras brasileiras e que recebe oficialmente o apoio da Companhia de Jesus. Movidos pelo espírito da encíclica Laudato Sí do Papa Francisco, pelo Documento Final do Sínodo Panamazônico e pela Exortação Pós-Sinodal “Querida Amazônia”, franciscanos/as e jesuítas presentes no Brasil decidiram unir-se para empreender reflexões e ações voltadas à luta pela justiça socioambiental, contra toda forma de exploração e desigualdade socioeconômica, contra toda expressão de racismo e em defesa dos povos indígenas e da democracia. Nós não poderíamos ficar de fora desse movimento revolucionário tão significativo, especialmente enquanto desenvolvemos a campanha Ser Mais Amazônia. Por isso, convidamos cada um/a a apoiar essa Revolução conosco!

A união de franciscanos/as e jesuítas na “Revolução Laudato Sí Brasil” insere-se em um movimento internacional – a “Laudato Sí Revolution” – e reveste-se de um grande simbolismo, por aproximar os carismas e as forças dos dois grandes santos fundadores – Francisco e Inácio – que se refletem na imagem do Papa Francisco que personifica os dois, enquanto jesuíta escolhendo o nome de Francisco.

Tal união propõe uma “revolução” que incorpora uma profunda mudança de paradigma no relacionamento com a Terra, nossa “casa comum”; em defesa dos pobres e excluídos, concebendo-os como interlocutores e não apenas destinatários; em defesa dos povos indígenas e outras minorias; e, enfim, em defesa da democracia e contra todo tipo de autoritarismo.

Para os idealizadores da união entre franciscanos/as e jesuítas, a “Revolução Laudato Sí” está alinhada em dois caminhos vigorosos movidos por duas espiritualidades que são intensamente convergentes. “Desde o Santo de Assis e o Santo de Loyola, até nossos dias, existe algo de muito profundo que interconecta estes dois caminhos e as práticas que lhes são inerentes, em um natural enriquecimento mútuo. A família inaciana e a família franciscana se percebem unidas, especialmente, no cuidado com os dons da criação, com a casa comum e com a construção de relações justas e respeitosas”, explicam.

À frente da organização da Revolução Laudato Sí Brasil estão o Serviço Interfranciscano de Justiça, Paz e Ecologia da Conferência da Família Franciscana no Brasil (Sinfrajupe), o Observatório Luciano Mendes de Almeida (OLMA), articulador da Rede de Justiça Socioambiental dos Jesuítas, e o Movimento Católico Global pelo Clima. São parceiros o programa MAGIS Brasil e a Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE).

Fonte: Magis Brasil

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu