Jejum pela Síria: compartilhar o sofrimento dos outros, diz Cardeal Montenegro

Jejum pela Síria: compartilhar o sofrimento dos outros, diz Cardeal Montenegro

Que este dia de oração e jejum, transforme-se em uma coparticipação nos sofrimentos dos outros

“As notícias que chegam de outras terras, sobretudo o que aconteceu no Domingo de Ramos, mas também nos dias precedentes, nos interpelam como cristãos. Não basta dizer “pobrezinhos”, cada um de nós pode fazer alguma coisa”.

O presidente da Caritas italiana, cardeal Francesco Montenegro, explica em uma videomensagem desta forma as razões do dia de jejum e oração pela Síria, celebrado esta quarta-feira em toda a Itália, por iniciativa da Caritas Itália e Pax Christi. Também pessoas de boa-vontade de outros países aderiram à iniciativa.

“O jejum não é somente não comer algo – observa – mas significa também silêncio interior que permite olhar com os olhos do coração, com realidade, aquilo que acontece ao nosso redor”.

“A nossa fé é tão fácil e nós pensamos poder contentar Deus com pouco” – considera o cardeal – enquanto “os nossos irmãos correm riscos para ir à Missa”. Este é o sentido para que “este dia de oração e jejum, transforme-se em uma coparticipação nos sofrimentos dos outros”.

“Não mudaremos o mundo, mas o amor percorre estes caminhos pequenos e silenciosos”, conclui o Presidente da Caritas italiana, fazendo votos de que “possamos por meio de pequenos passos comprometermo-nos em construir um mundo diferente, melhor, mais humano, onde juntos de pode viver sem medo”.

Fonte: Rádio Vaticano

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu