Ir além das aparências

Ir além das aparências

Nem os governantes nem os empresários declararam que é preciso mudar as fontes de energia e, ao mesmo tempo, diminuir o produtivismo e o consumismo

de Ivo Poletto *

É incrível, mas ainda existem pessoas como o presidente Trump dos Estados Unidos que acham que se pode brincar com as mudanças climáticas. Acham que o crescimento econômico é mais importante do que a vida. Pior ainda, acham que o crescimento econômico vale a pena mesmo se feito com queima de carvão, quando até as pedras já sabem que isso contamina a atmosfera com dióxido de carbono, e só vai piorar o aquecimento do Planeta.

Ouça o programa de rádio sobre questões ambientais

Mas há notícias que dão impressão que nem tudo está perdido. Europa e China declaram que vão dar maior velocidade à busca de fontes menos sujas de energia; governadores de três estados importantes dos Estados Unidos declaram que continuarão firmes no seu compromisso de cumprir o acordo de Paris; empresas importantes se declaram contra a decisão de Trump, e afirmam que o acordo de Paris deve ser implementado; mais ainda, até grandes petroleiras declaram-se contra seu governo, e afirmam que consideram importante avançar no uso de fontes menos sujas de energia…

Afinal, o que está Formas-de-Energia-Envolvidas-na-Queima-do-Carvão-300x228 acontecendo? De repente, Trump corre o risco de ficar sozinho, ao lado só dos empresários do carvão? Todas essas reações e declarações indicam que governantes e empresários estariam mudando de lado, decididos a cuidar do ambiente da vida?

É claro que seria muito bom se isso fosse verdade. Mas infelizmente, pode não ser nada do que parece. Afinal, nem os governantes nem os empresários declararam que é preciso mudar as fontes de energia e, ao mesmo tempo, diminuir o produtivismo e o consumismo, e menos ainda deixar de lado a especulação que concentra a riqueza nas mãos de poucos banqueiros e deixa a maior parte da humanidade na pobreza ou na miséria.

Com tudo que está acontecendo em nosso país, precisamos aprender a duvidar do que os senhores das elites econômicas e políticas falam. Tudo indica que os que se manifestaram contra a decisão do governo Trump de retirar-se do Acordo de Paris estão, na verdade, percebendo que podem fazer novos grandes negócios com as novas fontes de energia, com a chamada economia de baixo carbono. Então, os mesmos que se enriqueceram com o progresso que provocou o aquecimento, querem aumentar seus negócios em nome do combate ao aquecimento global.

Isso é possível? Não. Só salvaremos a vida da e na Terra com mudanças profundas na economia e nas relações dos seres humanos com os ambientes da vida. As mudanças necessárias vão nascer na vida dos povos que amam a Terra como Mãe da vida.

* Ivo Poletto, Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social (FMCJS): www.fmclimaticas.org.br

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu