Conheça as POM

As Pontifícias Obras Missionárias são organismos oficiais da Igreja Católica que trabalham para intensificar a animação, a formação e a cooperação missionária em todo o mundo. Para este serviço a Congregação para a Evangelização dos Povos se serve especialmente das quatro Obras Missionárias, a saber:

➢ Pontifícia Obra Missionária para a Propagação da Fé, fundada por Pauline Marie Jaricot em 1822, visa suscitar o compromisso pela evangelização universal em todo o povo de Deus e promover nas Igrejas locais, a ajuda tanto espiritual como material;

➢ Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária, fundada pelo Bispo de Nancy (França), Dom Carlos de Forbin-Janson em 1843, auxilia os educadores a despertar gradualmente a consciência missionária nas crianças e adolescentes, animando-as a partilhar a fé e os seus bens materiais com as crianças das regiões mais necessitadas; ajuda também promover as vocações missionárias desde a infância;

➢ Pontifícia Obra Missionária de São Pedro Apóstolo, fundada por Joana Bigard e sua mãe, Stephanie em 1889, visa sensibilizar o povo cristão acerca da importância do clero local nos territórios de missão, convidando-o a colaborar espiritual e materialmente na formação dos candidatos ao sacerdócio e à vida consagrada;

➢ Pontifícia União Missionária, fundada pelo Beato Padre Paolo Manna em 1916, visa a sensibilização missionária dos sacerdotes, dos seminaristas e da vida consagrada masculina e feminina. Esta Obra é como que a alma das outras Obras, porque ocupa-se especificamente com a formação missionária.

As três primeiras obras nasceram na França e, para se tornarem universais, foram declaradas Pontifícias em 3 de maio de 1922, com o Motu Proprio Romanorum Pontificum do Papa Pio XI. Elas convidam o Povo de Deus a expressar seu testemunho missionário por meio de cooperação espiritual, engajamento pessoal e ofertas materiais para a evangelização, criando fundos de solidariedade para sustentar programas de evangelização em todo o mundo. A quarta obra, União Missionária do Clero, nasceu na Itália, e foi declarada Pontifícia em 28 de outubro de 1956, com o Decreto do Papa Pio XII.

Elementos comuns nas quatro obras:

➢ A estas quatro Obras atribui-se a qualificação de ‘pontifícias’, porque se desenvolveram também com o apoio da Santa Sé que, ao fazê-las próprias, lhes concedeu um caráter universal” (Documento Cooperatio Missionalis da Congregação para Evangelização dos Povos, 4).

➢ A mística das quatro obras tem um tripé: ORAÇÃO, SACRIFÍCIO E OFERTAS. Ou seja, a oferta existencial da própria vida e a partilha econômica para missão universal.

Objetivo:

Conforme documento Cooperatio Missionalis da Congregação para Evangelização dos Povos as Pontifícias Obras Missionárias “têm o objetivo de promover o espírito missionário universal no seio do povo de Deus” (CM,5).

As POM, como Instituição da Igreja e do Papa, por isso são Pontifícias, e de cada Igreja particular, tem a finalidade principal de despertar e aprofundar a consciência missionária do Povo de Deus; conscientizar os cristãos sobre a vida e necessidades da Missão universal; estimular as Igrejas a rezarem umas pelas outras e serem solidárias na evangelização do mundo. As POM mantém vivo e circulante, nas comunidades eclesiais, o espírito de solidariedade e de universalismo missionário.

Em síntese, as POM tem por finalidade:

➢ Suscitar nas Arquidioceses, dioceses e prelazias do Brasil, através das quatro obras Pontifícias, a sensibilidade para a missão universal com iniciativas de formação missionária de diferentes sujeitos da missão (leigos e leigas, consagrados e consagradas, ministros ordenados e seminaristas);

➢ Animar a atividade missionária nos regionais e dioceses a fim de que assumam e desenvolvam sua vocação missionária universal;

➢ Promover nas comunidades cristãs as vocações missionárias e a mútua ajuda espiritual e material;

➢ Promover a formação missionária dos sacerdotes e das religiosas, assim como dos candidatos ao sacerdócio ou à vida religiosa e a informação missionária;

➢ Promover congressos missionários nacionais, em vista da animação, formação e cooperação missionária;

➢ Produzir subsídios de formação missionária.

Como se organiza:

De maneira especial, as POM estão à disposição do Papa que confia à Congregação para a Evangelização dos Povos a tarefa de coordenar as quatro obras pontifícias. As POM em cada país tem uma sede e direção nacional com secretários nacionais das Obras.

A comunhão com a Igreja do Brasil acontece através das Comissões Episcopais da CNBB (Conferência Nacional dos bispos do Brasil): Comissão Episcopal Pastoral para Animação Missionária e Cooperação intereclesial; Comissão Episcopal para a Amazônia e REPAM; Comissão Episcopal para Ministérios Ordenados e Vida Consagrada; Comissão Episcopal para Juventude; Comissão Episcopal para a Vida e Família e Comissão Episcopal para o Laicato. Além da comunhão com os Organismos eclesiais: Conselho Missionário Indigenista (CIMI) e Centro Cultural Missionário (CCM). Na prática a comunhão se realiza através da participação no COMINA (conselho missionário nacional) e Conselho de pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Surgimento no Brasil:

No Brasil, as Pontifícias Obras Missionárias, foram criadas em 20 de novembro de 1978, na cidade de São Paulo, por iniciativa dos superiores provinciais das congregações: Missionários da Consolata, Missionários Combonianos, Missionários do Verbo Divino, Missionários Xaverianos, Missionárias da Imaculada e PIME (Pontifício Instituto das Missões ao Exterior).

Entre em contato

pom@pom.org.br
(61) 3340-4494

 

 

menu
menu