FORMISE foi realizado no Regional Centro-Oeste

Nos dias 25 e 26 de agosto, o COMISE do Regional Centro-Oeste realizou o encontro de Formação Missionária de Seminarista (FORMISE). A temática seguida girou em torno das exigências atuais da Igreja para a formação dos presbíteros no Brasil. O FORMISE contou com a presença de 12 seminaristas diocesanos e três religiosos da Ordem dos Franciscanos Conventuais. O encontro foi assessorado pelo Secretário Nacional da Pontifícia União Missionária, Pe. Antonio Niemiec.

1º FORMISE Centro-Oeste – Brasília 2018 (50)O encontro iniciou no sábado pela manhã, com a Celebração Eucarística, e à tarde deu-se início às conferências, que trataram da importância de se haver o espírito missionário nos seminaristas, conforme nos pede diversos documentos da Igreja, a partir do Concílio Vaticano II. Pe. Antonio enfatizou que o fervor missionário não é algo pertencente a um grupo específico ou a uma ideologia, mas é a própria natureza da Igreja.

A coordenadora do COMIRE Centro-Oeste, Luciana Santos, esteve presente e dirigiu algumas palavras de ânimo aos seminaristas, bem como explicou o trabalho realizado pelos COMIREs, COMIDIs e COMIPAs. Os seminaristas tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura dos organismos missionários no Brasil, bem como puderam assistir ao vídeo institucional das POM e ao vídeo do segundo dia da Novena Missionária deste ano.

1º FORMISE Centro-Oeste – Brasília 2018 (31)À noite, os seminaristas rezaram o Terço Missionário, nas intenções dos cinco continentes, e que foi meditado em cinco idiomas, para mostrar que Maria é a Mãe de todos os missionários. Após a oração do Terço, foi realizado um momento de testemunhos missionários, que contou com a presença de Dom Dominique You, bispo de Santíssima Conceição do Araguaia (PA), e com o Pe. Rafael Santos, da Arquidiocese de Brasília.  O FORMISE encerrou no domingo com algumas palavras finais, e com a Celebração Eucarística presidida por Dom Dominique, que ao final deu a benção de envio a todos os seminaristas presentes.

Para o Frei Rafael, OFMConv, o FORMISE foi importante para despertar nele a consciência missionária, pois “a missionariedade é algo próprio do ser cristão, e não se pode compreender que ela pertence apenas a alguns grupos da Igreja”. O seminarista João Victor, da Arquidiocese de Brasília, diz que “o FORMISE foi uma profunda experiência com a Missão, fazendo-me entender qual o real sentido de ser cristão… espero, assim, ter um coração sacerdotal missionário, doando toda minha vida pela missão”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados