Formação anima assessores da IAM no estado do Rio de Janeiro

Formação anima assessores da IAM no estado do Rio de Janeiro

Encontro reuniu cerca de 30 assessores da IAM de das arquidioceses de Niterói e do Rio de Janeiro, das dioceses de Duque de Caxias, Itaguaí, Nova Iguaçu e Petrópolis

A Infância e Adolescência Missionária (IAM) do Regional Leste 1 da CNBB (Rio de Janeiro) realizou mais um Encontro de Aprofundamento para Assessores. A formação reuniu, nos dias 4 a 6 de agosto, na Casa de Retiro do Atalaia, em Niterói (RJ), cerca de 30 assessores da IAM de das arquidioceses de Niterói e do Rio de Janeiro, das dioceses de Duque de Caxias, Itaguaí, Nova Iguaçu e Petrópolis.

Para a reflexão sobre os coiam 1nteúdos, os assessores contaram com a presença da secretária nacional da IAM, Irmã Patrícia Souza, de Brasília (DF). A religiosa iniciou a formação com uma dinâmica que enfatizava a importância de estarmos unidos na missão que o Senhor nos confiou. Em seguida, apresentou o primeiro capítulo do Texto-base do 4º Congresso Missionário Nacional com o tema “A alegria do Evangelho”.

“A alegria dos discípulos missionários tem a sua motivação mais profunda no encontro com Cristo ressuscitado. Hoje mais do que nunca, a Igreja é chamada a sair para anunciar essa alegria do Evangelho a todos. O objetivo de toda evangelização e missão da Igreja é gerar o encontro entre o Ressuscitado e o ser humano para que n’Ele os povos tenham vida”, destacou Irmã Patrícia.

Os participantes leram também, o texto “O grupo”. Na sequênciiam 4a houve partilha e aprofundamento do capítulo VI, do Documento de Aparecida, sobre “o caminho de formação dos discípulos missionários. Cada grupo apresentou o item que acreditavam ser o primeiro, na formação do missionário.

A missa celebrada no sábado à noite, presidida pelo padre William César, assessor eclesiástico da IAM, na arquidiocese de Niterói, e concelebrada pelo diácono Sérgio, da diocese de Petrópolis foi um momento de ação de graças e encontro com Jesus. Padre William sublinhou a importância de “renovar diariamente nosso sim na missão e a exemplo de Cristo, subir ao monte e nos transfigurarmos, sabendo que isso requer renúncia e um coração aberto ao agir de Deus”.

A programação incluiu uma viagem pela Oceania, em um momento cultural coordenado pela arquidiocese de Niterói. No ano em que a IAM volta suas atenções para o Continente azul, foram evidenciadas algumas de suas características e curiosidades, por meio de pratos típicos e apresentações de vídeos.

A última formação do encontro veio por meio da leitura e explanação do artigo da Irmã Patrícia “uma Obra universal”, publicado no SIM n. 2 – 2017, no qual a autora propõe a revisão da caminhada dos assessores e dos grupoiam 2s de IAM. “Ser cristão é ser necessariamente missionário. Ou seja, por vocação, todos nós cristãos devemos cooperar com a missão universal”, recorda um trecho do artigo. Por isso, “a criança e o adolescente missionário aprendem de Jesus a serem bons discípulos. Passam então a viver como Ele, o enviado do Pai e o primeiro missionário, e fazem novos seguidores de Jesus, como Ele ordenou: ‘Ide, fazei discípulos!’”

O lema que orienta e conduz a IAM é “criança e adolescente ajudando e evangelizando criança e adolescente”. Desse modo, os protagonistas da Obra são as próprias crianças e adolescente.

Na celebração do envio, os assessores renovaram seus “sim” comprometendo-se a manter vivo o lema da IAM.

Com informações da IAM, Leste 1 da CNBB.

IAM
Deixe uma resposta comment1 Comentário
  1. agosto 18, 21:50 luciene

    Que Deus abençoe todos os assessores da IAM do mundo inteiro,com sabedoria, discernimento e prudência, para com todos.

    reply Reply this comment
mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu