Dioceses de Bissau e Bafatá, na Guiné-Bissau, agradecem ajuda para enfrentar a pandemia

Dioceses de Bissau e Bafatá, na Guiné-Bissau, agradecem ajuda para enfrentar a pandemia

Os Bispos, Caritas, Paróquias e Missões das dioceses de Bissau e Bafatá, na Guiné-Bissau, enviaram carta de agradecimento pela ajuda recebida para enfrentar a pandemia do coronavírus. Da Itália e do Brasil, foram enviados recursos.

dom-pedro-zilli-750x422Dom Pedro Zilli, bispo de Bafatá, partilha sobre as necessidades do povo que vive em uma situação de pobreza, que se agravou com a pandemia. “Além do que já foi escrito, partilho com os amigos, algo muito bonito que está no meu coração e na minha espiritualidade: neste momento tão doloroso para toda a humanidade, tenho percebido que estamos rezando mais; não só rezando mais, como também, rezando melhor, com mais sentimento, com mais amor”, lembrou o bispo.

Confira a carta de agradecimento pela ajuda à população da Guiné-Bissau:

Luta contra o coronavírus: carta de agradecimento

Caríssimos irmãos e amigos brasileiros, com esta nossa carta, nós, Bispos, Cáritas, Paróquias e Missões da Igreja da Guiné-Bissau, informamos e agradecemos a todos os que, generosamente, já enviaram ou estão para enviar uma oferta para a emergência Covid 19, na Guiné-Bissau.

Através da Caritas e das Paróquias e Missões das duas dioceses – Bissau e Bafatá, que cobrem todo o território guineense, foi feita uma primeira intervenção de conscientização para explicar às pessoas e grupos o que é o Covid-19, os riscos que envolve e, acima de tudo, as precauções a serem tomadas. Cada Paróquia/Missão recebeu uma quantia em dinheiro para percorrer bairros e aldeias com autofalantes, espalhando, repetidamente, a mensagem, com distribuição de cartazes explicativos. A nossa Radio Católica Sol Mansi, todos os dias, está transmitindo programas de sensibilização sobre esse tema.

Numa segunda fase, pensamos em uma outra pandemia, derivada do Covid-19: a pandemia da fome! Com a limitação dos transportes, o fechamento de muitas atividades e outras medidas preventivas, muitas pessoas ficaram sem trabalho e, portanto, sem comida. Muitos vivem o dia a dia: trabalham ou vendem algo para comprar o que é necessário para viver hoje: como esta cadeia está bastante comprometida, muitas famílias estão passando por grandes dificuldades. Graças à ajuda que tem vindo da Itália, do Brasil, de Portugal, está se conseguindo dar a todas as Paróquias/Missões, algo para ajudar os mais necessitados, além de oferecer material sanitário e de higiene para hospitais e locais públicos.

Uma nova campanha de sensibilização “porta a porta” está sendo iniciada, de modo a ajudar aquela parte da população que ainda não coloca em prática as regras de prevenção e não entende a seriedade da situação. A Dinamização das Caritas Paroquiais, através de um Manual de Dinamização, preparado pelo Caritas, está prestes a começar.

Haverá uma grande distribuição de máscaras de tecido (30.000), feitas pelas Irmãs, Novas comunidades, Padres, Grupos de mulheres e alfaiates locais, para as famílias mais necessitadas. Assim que possível, será feita uma nova distribuição de materiais, de alimentos e higiene e, dentro das possibilidades, apoiaremos a campanha agrícola, que está prestes a começar, com sementes e outros.

Juntamente com o que está sendo feito e faremos com as ajudas que vão chegando, os bispos criaram no interno da Caritas, a Célula de Emergência Covid-19, que elaborou seu “Plano de Resposta de Emergência” a ser apresentado às principais organizações internacionais. A esperança é que o Plano obtenha o financiamento necessário, o que permitirá uma intervenção ainda mais efetiva da Igreja, especialmente no campo sanitário e hospitalar, como também a identificação e subsequente ajuda às populações mais necessitadas e vulneráveis.

Neste contexto, em que o Ministério da Saúde Pública está lutando para fazer o seu melhor, a Igreja disponibilizou serviços de saúde para acomodar os doentes: o governo pediu-nos para hospedar os casos mais graves, porque as estruturas estatais estão sem meios (falta até oxigênio!).

Nisto tudo, que Deus seja louvado pelas ajudas que estão chegando da Itália e do Brasil, apesar do momento difícil que o nosso País e todo o mundo estão passando. Graças a Deus, associações e amigos guineenses estão dando um contributo maravilhoso, ajudando com arroz, óleo, açúcar, outros alimentos, material de limpeza, máscaras,…

Continuemos rezando pela Guiné-Bissau, pela Africa, pelo Brasil e por todas as nações afetadas pela pandemia. Rezemos por todas as nossas famílias e por todos os que, mesmo querendo, não teriam muito como se cuidar. Nossa saudação a todos,

Bispos, Cáritas, Paróquias e Missões: padres, religiosos, leigos e voluntários.

Guiné-Bissau, 20 de maio de 2020

Os dados da conta do PIME São Paulo para transferências para a Diocese de Bafatá
BANCO BRADESCO
AGÊNCIA: 0108
CONTA CORRENTE: 0324416 – 4
FAVORECIDO: PIME PONTIFÍCIO INSTITUTO DAS MISSÕES
CNPJ 62.081.203.0001 – 07

Contatos:
Ecônomo do PIME, em São Paulo: Pe. Antônio Carlos Nunes
Tel.: (11) 5084-7008
pimead@terra.com.br
economato.pime@gmail.com

 

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu