CELAM reúne grupo de trabalho para elaborar manual de missiologia

CELAM reúne grupo de trabalho para elaborar manual de missiologia

O objetivo é promover uma reflexão sobre a missão ad gentes na formação presbiteral, impulsionar o espírito missionário a serviço da missão universal e favorecer a missão em saída em todos os processos de evangelização.

O Departamento de Missão e Espiritualidade do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), reuniu nos dias 30 e 31 de março, em Bogotá, capital da Colômbia, um grupo de missiólogos de diversos países a fim de elaborar um manual de missiologia para todo o Continente.

Do Brasil, foi convidado a integrar este grupo de trabalho, o padre Estevão Raschietti, sx, missionário xaveriano e diretor do Centro Cultural Conforti em Curitiba (PR).

Em 1994, o CELAM já tinha publicado um manual de missiologia para os seminários e as escolas teológicas, com o título El gusto por la misión (O gosto pela missão), escrito por dom Luis Augusto Castro Quiroga, IMC, bispo de Tunja, Colômbia, atualmente, presidente da Conferencia Episcopal daquele país. Após 23 anos, sentiu-se a necessidade de atualizar a proposta à luz do magistério universal e latino-americano recente. Dom Luis Augusto esteve na reunião de Bogotá para avaliar a recepção de sua obra e oferecer a própria contribuição à nova publicação.

17814363_763002713866615_6257350774724673932_o

Apesar dos esforços, o Documento de Aparecida (2007) constata “falta de espírito missionário em membros do clero, inclusive em sua formação” (DAp 100e). Por sua vez, o novo documento da Congregação pelo Clero sobre a formação presbiteral (“O dom da vocação presbiteral” – 2016), insiste para que o processo formativo dos novos padres seja “único, integral, comunitário e missionário”, e que “não pode faltar no plano de estudos a missiologia, como genuína formação à universalidade da Igreja e promoção do impulso evangelizador”. Entretanto, em muito seminários ainda falta o curso de missiologia no currículo acadêmico.

A partir destas considerações, segundo padre Raschietti, o grupo de trabalho estabeleceu como objetivo “oferecer um texto base para um curso acadêmico de missiologia a professores e alunos de seminários e casas de formação religiosa, tendo como eixo condutor a missão ad gentes, paradigma de toda a ação eclesial”, explica o missiólogo. “O propósito desta iniciativa é promover uma reflexão sobre o significado e alcance da missão ad gentes para a formação presbiteral, impulsionar o espírito missionário a serviço da missão universal e favorecer a missão em saída em todos os processos de evangelização”.

Na reunião, foi elaborada uma grade de conteúdos de dez temas sequenciais: (1) a missiologia no contexto da teologia; (2) fundamentos bíblicos da missão; (3) modelos e paradigmas históricos da missão; (4) a missão ad gentes no magistério pontifício e latino-americano; (5) fundamentos teológicos e novas perspectivas da missão; (6) o anúncio e a promoção dos valores do Reino; (7) os âmbitos da ação missionária e seus agentes; (8) a responsabilidade missionária universal da América Latina; (9) a missão cristã e as culturas; e (10) espiritualidade missionária.

O grupo entendeu que as temáticas fundamentais do ecumenismo e do dialogo inter-religioso devem fazer parte de outra proposta disciplinar, pela importância que esses assuntos têm na missão global da Igreja hoje e por não saturar o curso de missiologia, enquanto este pode se concentrar mais na teologia da missão e na dimensão referencial da missão ad gentes.

Estima-se que para o começo de 2018 a redação desse instrumento estará concluído e poderá ser oferecido a todas as faculdades teológicas do Continente, com sugestões bibliográficas e dicas para realizar um curso básico de missiologia.

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu