Cardeal Filoni realiza visita pastoral ao Japão

Cardeal Filoni realiza visita pastoral ao Japão

O anúncio do Evangelho é um ato de grande caridade pelos irmãos que esperam uma luz

O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, cardeal Fernando Filoni, chegou este domingo, 17 de setembro, ao Japão, onde deverá permanecer até o dia 26, para uma visita pastoral.

O anúncio do Evangelho “é um ato de grande caridade pelos irmãos que esperam uma luz”. Foi o que disse o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Cardeal Fernando Filoni, falando esta segunda-feira, 18 de setembro, aos seminaristas do Seminário de Fukuoka, no Japão.

Deus concede sua Graça gratuitamente
Este anúncio do Evangelho – continuou o cardeal – promete a todos poder fazer a experiência do “dom extraordinário e generoso da graça redentora e da misericórdia”, que entrou no mundo desde quando Jesus nos revelou que Deus “é um Pai generoso, aliás, pródigo ao conceder a sua Graça gratuitamente”.

Tal mistério de gratuidade revelado representa também a fonte de toda autêntica vocação sacerdotal, dando inclusive aos sacerdotes do amanhã a força de perseverar num mundo marcado pela “cultura do provisório”.

Encontro com seminaristas, momento importante da visita pastoral do purpurado
Foram os pontos que o prefeito de Propaganda Fide quis colocar para os futuros sacerdotes. O encontro com os seminaristas representou um momento importante do programa da visita do cardeal Filoni ao País do Sol Nascente, reporta a agência missionária Fides.

Em seu pronunciamento o cardeal referiu-se à objeção que marcou o anúncio do Evangelho também no Japão. “No famoso romance histórico o Silêncio de Endo Shusaku, agora também um filme famoso”, recordou o Cardeal Filoni, está escrito que os governantes de então faziam aos missionários substancialmente a mesma pergunta: O que tem a mais a religião cristã?

“Por que nos trazem uma religião estrangeira e nos pedem para crer no Deus de vocês? Também nós temos uma cultura e uma religião, que são muito nobres e dignas. O que o cristianismo tem a mais que não esteja já contido na cultura confucionista ou na tradição xinto-taoísta-budista?”

O anúncio de uma salvação doada gratuitamente por Deus
O coração da novidade cristã é o anúncio de uma salvação doada gratuitamente por Deus mediante o mistério da encarnação, morte e ressurreição de Cristo: “a humanidade inteira precisa deste dom extraordinário e generoso da graça redentora e da misericórdia”.

Em outras palavras, ressaltou o Cardeal Filoni, “todos precisam daquela salvação que a lei do Karma não pode dar, mas que se encontra somente naquele Deus que Jesus Cristo nos revelou”.

AFP6251966_Articolo

Colaboradores de Deus no anúncio da alegre novidade
O purpurado evocou aos futuros sacerdotes japoneses a grande missão de ser colaboradores de Deus no anúncio a seu povo desta alegre novidade. Uma missão a ser abraçada confiando não em estratégias humanas sofisticadas, mas na própria Graça que fez florescer neles a vocação ao sacerdócio.

“É verdade que os sacerdotes, os religiosos e vocês como seminaristas do Japão são numericamente poucos. Mas a força do sal e da luz não vem da quantidade, mas da autenticidade”, reconheceu o Cardeal Filoni. “Os Apóstolos eram apenas uma dúzia, mas graças ao zelo e à força da graça de Cristo levaram a mensagem de Cristo a todos os lugares”, acrescentou.

Conhecer a realidade da Igreja local
Interpelado pela Agência Fides, o missionário Verbita Bispo Isao Kikuchi, à frente da Diocese de Niigata e Presidente da Caritas Japão, manifesta a alegria pela presença do Cardeal no Japão.

“É a primeira vez que o Cardeal Filoni vem ao Japão. Esperamos que a sua presença seja um encorajamento para a nossa pequena comunidade católica. O Cardeal terá muitas formas de ver e conhecer a realidade da Igreja e da sociedade japonesa. Visitará diversas comunidades e dioceses, rezará pela paz em Hiroshima e Nagasaki, visitará a área atingida pelo tsunami, constatando o empenho de assistência e reabilitação promovido pela Caritas. Será muito importante, acredito, o encontro com os seminaristas, para confirmá-los e encorajá-los em seu caminho vocacional”.

Desafios da Igreja no Japão
O prelado também enumera os principais desafios vividos hoje pela Igreja no Japão. “Vivemos uma fase de envelhecimento: envelhece a sociedade e também o pessoal eclesial é idoso, assim, às vezes, é difícil gerir as paróquias; além disto, aumenta a presença de migrantes de fé católica e para eles o cuidado pastoral torna-se urgente e empenhativo”.

“Assistimos depois – lamenta Dom Kikuchi – à queda no número de vocações, quer ao sacerdócio como à vida consagrada. Este fenômeno tem raízes sociológicas e antropológicas e é o espelho do que acontece na sociedade nipônica, onde a prática religiosa tem sempre menos espaço na vida frenética das pessoas”.

“Esperamos que a visita do Prefeito da Congregação da Propaganda Fidei nos ajude a iluminar o nosso caminho: o acolhemos como sinal de bênção e voz da vontade de Deus por nós”, conclui Filoni.

Anuário Estatístico
Segundo o Anuário Estatístico da Igreja, o Japão tem uma população de 126.958.000 habitantes, dos quais 544.000 são católicos.

As Circunscrições Eclesiásticas são 16, com três Arquidioceses metropolitanas – Nagasaki, Osaka e Tóquio – e 13 dioceses.

As paróquias são 870, os bispos 26, os sacerdotes diocesanos 532, os sacerdotes religiosos 914, os diáconos permanentes 26, os religiosos 190, as religiosas 5.334, os catequistas 1.645, os seminaristas menores 40 e os seminaristas maiores 87.

Fonte: Rádio Vaticano

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu