Ato fará memória dos 20 anos do assassinato do indígena Galdino

Ato fará memória dos 20 anos do assassinato do indígena Galdino

Pataxó Hã-Hã-Hãe fazem ato em memória a Galdino na Praça Compromisso, em Brasília.

Acontece nesta quinta-feira, 20 de abril, às 18 horas na Praça do Compromisso, Brasília (DF) um Ato Inter-religioso em memória dos 20 anos do assassinato de Galdino Jesus dos Santos. Liderança do povo Pataxó Hã-Hã-Hãe, presente no sul da Bahia, Galdino foi queimado na madrugada do dia 20 de abril de 1997, quando dormia em uma parada de ônibus da W3 Sul, zona central da capital federal.

galdinoO Ato Inter-religioso, que fará memória a história e vida de Galdino Pataxó Hã-Hã-Hãe e denunciará toda forma de racismo e violação de direito aos povos originários, é organizado pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, Conselho Indigenista Missionário, Rede Ecumênica da Juventude, Conselho Indígena do Distrito Federal, Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília , Comissão Brasileira Justiça e Paz e Fórum Ecumênico ACT – Brasil. Estarão presentes indígenas relembrando a resistência e luta diante as violações dos direitos constitucionais e das políticas anti-indígenas do Estado brasileiro.

“Por que fizeram isso comigo?”
Galdino Pataxó Hã-Hã-Hãe viajou à capital no dia 18 de abril de 1997 para debater com representações do poder público sobre a situação da terra do seu povo, a área de Caramuru/Paraguassu, sul da Bahia. Após reuniões e de participar de comemorações que marcavam o Dia do Índio, evento organizado pela Funai, Galdino não conseguiu voltar a pensão onde estava hospedado. Dormiu em um ponto de ônibus na Asa Sul, onde foi queimado por um grupo de cinco jovens de classe média.

Socorrido, foi levado a um hospital de Brasília. Completamente cego, devido as queimaduras nas córneas, mas ainda consciente, identificou-se à equipe médica e indicou a localização de seus parentes indígenas. Antes de entrar em coma, perguntou repetidas vezes: “Por que fizeram isso comigo?”. Com queimaduras em 95% do corpo, Galdino não resistiu e faleceu na madrugada de 21 de abril.

Informações
Quando: 20 de abril de 2017
Horário: 18 horas
Onde: Praça do Compromisso, entre as Quadras 703 e 704 Asa Sul do Plano Piloto – Brasília (DF)
O que: o ato contará com apresentações culturais, depoimentos de lideranças da causa indígena e caminhada

Fonte: Cimi

Deixe uma resposta comment1 Comentário
  1. abril 17, 09:38 MONICA PAULUS

    ESTOU AO LADO DO NOSSO QUERIDO POVO INDIGENA. CONHECI A ALDEIA DOS PATAXOS EM PAU BRASIL NA BAHIA. TAMBEM TIVE MANO HILARIO PAULUS TRABALHANDO COM OS GUARANIS EM DOURADOS E MINHA CUNHADA VERONICE ROSSATO PAULUS SEMRPE TRABALHANDO E SE DEDICANDO A CAUSA INDIGENA. ESTAMO JUNTOS NESTA MANIFESTAÇAO E LUTA.

    reply Reply this comment
mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu