Assembleia Nacional da IAM define eixos de ação para o próximo triênio

Assembleia Nacional da IAM define eixos de ação para o próximo triênio

O encontro reuniu, nos dias 29 de novembro a 03 de dezembro, na sede das POM, em Brasília, 37 coordenadores estaduais da IAM de todo o Brasil

por Victória Holzbach *

Tempo de refletir, avaliar, planejar e esperançar novos horizontes. A 23ª Assembleia Nacional da Infância e Adolescência Missionária (IAM) marca um novo rumo para esta Pontifícia Obra no Brasil, por meio da construção conjunta de seus coordenadores estaduais. O encontro, realizado na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM), em Brasília, iniciou dia 29 de novembro e foi encerrado neste domingo, 03.

Iluminados pelo tema “A Alegria do Evangelho para uma Igreja em Saída”, os 37 participantes da assembleia dialogaram nestes cinco dias com todo o caminho da Igreja no Brasil, em sintonia com o 4º Congresso Missionário Nacional e com as outras Pontifícias Obras Missionárias. Esta reflexão aconteceu especialmente através de cinco eixos condutores: acolher, contemplar, discernir, comprometer e enviar.

DSC_0704

O assessor dos trabalho, Joaquim Silva, explica que o processo de construção da assembleia foi pensado para que o encontro marcasse uma divisão de águas na IAM. “Percebemos que o trabalho pode ser melhor, com mais essência e carisma missionário”, aponta Joaquim. Segundo ele, dois eixos de trabalho da metodologia devem ser destacados: as dimensões do contemplar e do comprometer. “Contemplar é ver, refletir como olhamos as crianças e adolescentes e suas realidades, observando as sondagens que fizemos em uma contemplação que gera compromisso. Assim vivemos o comprometer, que é parte simbólica e fundante do caminho que desencadeia processos capazes de consolidar ainda mais a IAM no Brasil”, ressalta o assessor.

Para Irmã Patrícia Souza, secretária nacional da IAM, o grande objetivo da assembleia foi “traçar metas e prioridades para o trabalho da IAM no Brasil nos próximos três anos, de maneira participativa e efetiva”. Já o assessor da DSC_0472assembleia, avalia que o encontro reforçou “a força que o grupo tem no país como grupo que faz a diferença em diversos aspectos, a partir de uma relevância muito significativa nos âmbitos de formação, atendimentos e articulação nacional”.

Simone Montez é coordenadora da IAM da arquidiocese de Niterói (RJ) e participa da assembleia pela primeira vez. Ela acredita que o encontro foi um momento especial de olhar e analisar o que está acontecendo. “Iniciar algo é fácil, mas manter essa ação nem sempre é fácil. Por isso é necessário avaliar e trabalhar duro. Apesar do cansaço, podemos ver resultados muito bonitos, e isso nos deixa contentes”, conclui ela.

A realidade da IAM no Brasil
A preparação da assembleia iniciou muito tempo antes do encontro, através de uma pesquisa detalhada sobre a realidade dos grupos e da articulação da IAM. Este processo durou 45 dias e proporcionou uma participação muito mais ampliada nos trabalhos, levando em conta os diversos contextos dos grupos e participantes em todo o país.

Assista a Reportagem da Rede Vida com Andréa Bonatelli

Esta pesquisa possibilitou a constatação de uma série de dados referentes a situação atual da IAM no Brasil. Com uma estimativa de mais de 3000 grupos em todos os estados, calcula-se que IAM integra hoje cerca de 30 mil crianças e adolescentes em grupos semanais que se reúnem em 58% das dioceses, arquidioceses e prelazias do país.

Definições e Planejamentos
Entre os diversos encaminhamentos definidos na assembleia está a eleição de três eixos de ação, que indicam as atividades que serão desenvolvidas entre 2018 e 2020 pelos grupos, paróquias, arqui/dioceses e coordenações regionais e nacional.

DSC_0374

Através do caminho percorrido os participantes da assembleia avaliaram e elegeram três prioridades para o trabalho, definindo como eixos de ação a formação, a missão e a articulação. Para ajudar a dinamizar o trabalho em cada dimensão, foram criados grupos de trabalho que também garantirão uma construção mais participativa e colaborativa do caminho da IAM no próximo triênio.

Padre Maurício da Silva Jardim, diretor nacional das POM, define o processo realizado com a palavra Sinodalidade. “As conclusões da assembleia expressam o desejo de caminharmos juntos. Todas as ações assumidas pelo grupo, serão realizadas em conjunto”, destaca o diretor das POM.

Outra definição importante foi a continuidade do tradicional lenço utilizado pelas crianças, adolescentes e assessores. Para estes próximos anos, o lenço será amarelo e branco, com bordas verde, azul e vermelho, na intenção de representar os cinco continentes e confirmar a identidade das POM que é promover o espírito universal da missão.

Confira aqui as fotos da Assembleia no Facebook das POM

* Victória Holzbach é jornalista e missionária em Moma, Moçambique. Fotos: Patyck Madeira

IAM
Deixe uma resposta comment2 Respostas
  1. dezembro 04, 06:20 Valeria

    E muito interessante os trabalhos da iam godtei bastante

    reply Reply this comment
  2. dezembro 12, 10:44 José Marques de Souza

    Vejo com muito carinho este trabalho da IAM.
    Tenho o desejo de uma articulação fervorosa para a criação da IAM, nas comunidades das arquidioceses, dioceses, paróquias e principalmente sociais, ou seja, fora dos muros da igreja.
    Senhoras universitárias e senhores universitários, como fazer esta articulação?

    reply Reply this comment
mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu