Amazônia em Missão

Amazônia em Missão

A missão na Amazônia precisa de bons pastores que, a exemplo de Jesus, doam suas vidas para cuidar e não de mercenários e ladrões que só roubam e destroem

Caminhamos para o final da Novena Missionária. Hoje, é o nosso 8º dia e o tema da nossa oração é: Amazônia em Missão. Cultivar a sensibilidade de olhar para a vida é ser capaz de perceber nela, os sinais de Deus. Essa é uma graça concedida aos que se educaram a parar, contemplar e escutar. Orly Côco é um missionário leigo que soube olhar além de sua cidade, Vitória no Espírito Santo. Há 36 anos encontra-se em missão na prelazia de Lábrea, no Sul do Amazonas.

A história de Orly Côco, certamente ajudará a inspirar outras pessoas, a serem missionários no chão da Amazônia.

“Faço parte do Projeto Igrejas-irmãs entre a Arquidiocese de Vitória (ES) e a prelazia de Lábrea. Atualmente sou coordenador de Pastoral da Prelazia. O meu tempo é todo para o povo, no ritmo do Rio Purus e seus afluentes. Aqui nesta terra eu me sinto em casa. A simplicidade e acolhida do povo são impares. Posso chegar em qualquer hora, na comunidade e nas casas, e já convidam para sentar-se à mesa, ou no chão, para partilhar a refeição”.

Que palavras aquecem o coração para estar junto a este povo?
“São sem dúvida as palavras de Jesus, do Evangelho de João 10, 10: ‘Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância’. As palavras que me orientam na missão são: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida’ (Jo 14, 6)”.

“A prelazia de Lábrea corresponde a cinco vezes o tamanho do Estado do Espírito Santo. Para visitar as comunidades, percorremos cerca de três mil quilômetros de rios. Para chegar à paróquia mais próxima, levamos 22 horas de barcos e para visitar a mais distante precisamos navegar de 8 a 9 dias. Isso tem um custo financeiro muito alto”.

“Por exemplo, para os animadores da paróquia de Canutama, virem a uma formação na sede da prelazia, eles gastam em torno de quatro mil reais (R$ 4.000,00) em combustível. Tomar um barco recreio que faz esse trajeto é sempre uma incerteza, com relação a hora e dia”.

Testemunho
Assistir ao DVD da Campanha Missionária, 8º Dia.
O que os testemunhos de Aldadina Miranda e Orly Côco nos ensinam sobre a missão na Amazônia?

 
“Enfrentamos uma ausência total de políticas públicas para juventude. Existe a exploração e o abuso sexual contra crianças e adolescentes. O descaso com a demarcação das terras indígenas, assentamento para a população ribeirinha, a pesca predatória, a exploração dos madeireiros, a agressão à biodiversidade, o garimpo ilegal. A vida como um todo vem sendo ameaçada em todos os sentidos nesta região”.

Que recomendação você daria ao grupo da Novena Missionária?
“Jesus Cristo é o caminho e nós precisamos caminhar juntos como povo de Deus, nas ruas, nos rios, nas aldeias, nas periferias, nas florestas, para sentir com o povo suas dores e alimentar suas esperanças. Hoje entrego-me por inteiro à prelazia de Lábrea, que me acolheu e com quem aprendi. A missão nos ensina o essencial. É com os pequenos que se constroem grandes projetos que alimentam nossos sonhos”.

Nós somos gratos pelo testemunho do leigo missionário Orly, junto ao povo de Lábrea. Suas palavras certamente aqueceram nossos corações para a missão. A região da Amazônia necessita de cuidados e de missionários locais, com um rosto amazônico. Precisa também, da ajuda de todos. A Igreja em saída é uma Igreja sem medo, disposta a ir ao encontro das necessidades dos outros.

É oportuno lembrar o excelente trabalho realizado pela Rede Eclesial Pan-amazônica (REPAM) em favor da Amazônia. Existem também, os projetos Igrejas-Irmãs das dioceses que enviam missionários e missionárias, para a região e a Comissão para a Amazônia da CNBB com diversas iniciativas. O papa Paulo VI disse que ‘Cristo aponta para a Amazônia’, no entanto, nenhum dos papas recentes colocou tanto, a Amazônia no coração, como o papa Francisco.

Compromisso
A missão na Amazônia precisa de bons pastores que, a exemplo de Jesus, doam suas vidas para cuidar e não de mercenários e ladrões que só roubam e destroem (Cf. Jeremias 23, 1-4). Diante do Evangelho do Bom Pastor e dos testemunhos que ouvimos qual é o compromisso que vamos assumir, como grupo da Novena Missionária?

Celebrando a vida
Deus de bondade, fazei que os direitos dos povos nativos sejam respeitados e as florestas, as águas e a biodiversidade protegidas. Fortalecei e multiplicai os gestos de partilha entre as Igreja-Irmãs. Que nossas dioceses se mostrem mais solidárias para com a Amazônia.

Oração do Mês Missionários
Deus de misericórdia,
que enviaste o Teu Filho Jesus Cristo
e nos sustentas com a força do Espírito Santo,
ensina-nos a caminhar juntos
e, a exemplo de Maria, nossa Mãe Aparecida,
na celebração dos 300 anos do encontro da imagem,
sejamos, em toda a parte,
testemunhas proféticas da alegria do Evangelho
para uma Igreja em saída. Amém.

Extrato do livrinho da Novena Missionária 2017

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu