Alegria do Evangelho é tema da primeira conferência do CAM 5

Alegria do Evangelho é tema da primeira conferência do CAM 5

“A missão toca as fibras mais profundas da pessoa do missionário”, diz conferencista.

“Pode um cristão ser triste? Pode um cristão ter uma cara de vinagre?” Com estas duas perguntas, o bispo de Choluteca (Honduras), dom Guido Charbonneo, iniciou sua conferência no 5º Congresso Americano Missionário (CAM 5), na manhã desta quarta-feira, 10, no ginásio coberto do Colégio Dom Bosco, centro de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. “A missão não é algo frio. Ela toca as fibras mais profundas da pessoa do missionário”, disse dom Guido, que falou sobre “A alegria apaixonante do Evangelho”, a primeira das cinco grandes conferências que abordarão o tema geral do CAM 5.

DSC_0340“Em nosso mundo cheio de más notícias, o anúncio do evangelho é o anúncio gozoso da morte e ressurreição de Cristo”, sublinhou o conferencista. Em sua opinião, a alegria do evangelho tem origem em Deus e se manifesta no encontro da pessoa com Cristo ressuscitado. “A alegria é fruto da experiência de um encontro pessoal com Cristo e nos leva a Deus. Logo, estamos convidados à renovação de nossa vida de discipulado ou seguimento de Cristo Jesus para viver a comunhão com o Pai”, explicou.

Dom Guido buscou no Novo Testamento experiências de alegria no encontro com o ressuscitado, citando especialmente os discípulos de Emaús, as Bem Aventuranças e a Virgem Maria. Segundo afirmou, a palavra ‘bem-aventurados’ “expressa uma profunda alegria interior na pessoa, uma alegria que não depende das circunstâncias externas”. “Nada nem ninguém poderia tirá-la porque tem sua origem em Deus e em seu Reino. Trata-se de uma alegria que se pode viver, inclusive, em situações adversas ou de sofrimento”, ressaltou.

DSC_0337Para dom Guido, as bem-aventuranças são o fundamento da opção preferencial pelos pobres. Relacionando as bem-aventuranças com o cântico do Magnificat, cantado por Maria em sua visita a Isabel, o bispo afirmou que, através de Maria, Deus devolve a esperança aos encurvados e abatidos e aos pobres de Javé. “Unir-se a Maria em seu canto nos permite identificar-nos com ela no descobrimento gozoso do Deus dos pobres”, sublinhou.

O bispo relacionou, ainda, a alegria do evangelho com a misericórdia de Deus e a eucaristia. “A alegria do Pai brota de sua misericórdia cativante”, disse citando a parábola do filho pródigo como exemplo da misericórdia de Deus. “O amor paciente e dolorido do pai se torna apaixonado e feliz ao ver de novo o retorno voluntário de seu filho”, explicou.

Em relação à eucaristia, destacou o testemunho das primeiras comunidades cristãs que se reunião para a fração do pão. “A fração do pão suscitava uma grande alegria e a simplicidade do coração na primeira comunidade cristã”, recordou. “Nossas eucaristias dominicais refletem a alegria apaixonante do evangelho? Como é nossa cara ao sair do templo: triste ou alegre?”, indagou.

DSC_0351

Oficinas, conservatórios e sub-assembleias
Segundo os organizadores, o 5º Congresso Missionário Americano (CAM 5) reúne 2509 missionários de 24 países. Além de cinco grandes conferências, o Congresso oferece também 12 oficinas sobre vários temas ligados à missão, cinco sub-assembleias e quatro conversatórios. Estas atividades, que começaram na tarde desta quarta-feira, 11, se estendem até sexta-feira, dia 13, sempre de 14h30 às 18h, horário local.

comment Ainda não há comentários.

Você pode ser o primeiro a deixar um comentário.

mode_editDeixe uma resposta

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu